20/01/2017 às 15h36min - Atualizada em 20/01/2017 às 15h36min

Febre amarela: vacinação acontece de segunda a sexta

[caption id="attachment_7142" align="aligncenter" width="640"]
Robert Boaventura e Nelson Rannieri[/caption]

A vacina contra a febre amarela estará disponível de segunda a sexta-feira na próxima semana. Informação é da Secretaria Municipal de Saúde, que, nesta sexta-feira, através do diretor da Vigilância em Saúde, Nelson Rannieri, e do diretor da Vigilância Epidemiológica, Robert Boaventura, fizeram, em entrevista coletiva, um esclarecimento sobre a vacinação que tem acontecido na cidade.

Robert Boaventura afirma que a vacina está disponível nas Unidades Básicas de Saúde o ano todo para a população. “Não se trata de uma campanha de vacinação como acontece em outros casos. Aqui em Uberaba não há notificação e nem suspeita. Com a chegada do lote, chegaremos a seis mil doses de vacina e semana que vem haverá vacinação de segunda a sexta feira, visando diminuir as filas”.

Nelson Rannieri destaca que a SMS está atenta a possíveis casos. “Nós percebemos uma procura que surpreendeu as nossas expectativas. Tínhamos um estoque de reserva e foi necessário fazer um novo pedido de reposição de vacinas. Agora estamos reestruturando os serviços no sentido de encontrar os grupos que serão priorizados no momento e novas ações que serão iniciadas para monitorar a possibilidade de estar chegando (a febre amarela) na nossa região”.

Os diretores ainda apontaram os grupos prioritários que devem tomar a vacina. “São as que estão susceptíveis e não tomaram nenhuma dose e quem trabalha na zona rural, quem faz algum tipo de turismo rural ou viagens a áreas endêmicas como no caso do Nordeste de Minas”.

No caso das crianças, elas devem tomar a primeira dose aos nove meses e a segunda aos quatro anos. Acima de cinco anos e até os 59, deve-se tomar a primeira dose e, após dez anos, a segunda. Acima de 60 anos é necessária uma avaliação médica para identificar algum problema de saúde que poderia ocasionar algum risco para o idoso, que pode estar sofrendo de algum mal, como por exemplo, a imunossupressão . Quem tomou as duas doses, conforme pode ser verificado no cartão de vacinas, já está imune.

“É importante lembrar que o cartão de vacina deve ser sempre preservado para que o controle vacinal seja feito corretamente. O fato do cidadão ter um cartão para cada vacina tomada acaba por dificultar a identificação do que já foi imunizado ou não”.

A Secretaria de Saúde ainda solicita aos moradores e frequentadores da zona rural que notifique a pasta caso encontrem macacos mortos. “Isso para nós é uma informação importante para iniciarmos o processo de investigação das pessoas que vivem naquela área. Para notificar, podem ligar diretamente no Departamento de Vigilância Epidemiológica no 3331-2713”, finaliza.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.