09/09/2016 às 23h25min - Atualizada em 09/09/2016 às 23h25min

Bombeiros simulam resgate de suicida no centro de Uberaba

Quem passou pelo centro da cidade, na região da praça Rui Barbosa, demorou a entender que se tratava de uma simulação. Um homem ameaçava se jogar do terceiro andar de um prédio comercial e militares do Corpo de Bombeiros estavam empenhados no resgate. A população imediatamente disseminou a informação de que o homem tentava autoextermínio. Mas a cena foi montada propositalmente para a prova final do Curso de Técnicas Verticais de Salvamento em Altura.

As aulas começaram há trinta dias com a participação de 34 bombeiros e 2 Policiais Militares convidados. Destes apenas 26 atingiram a pontuação mínima de 60% e chegaram a última etapa.

De acordo com o Capitão Josias Soares, as simulações também ocorreram em um shopping da cidade para avaliação da técnica de evacuação, quando as pessoas precisam deixar o local rapidamente diante de perigo iminente . “Essas técnicas serão aplicadas na rotina de trabalho do grupo. Resgate em altura representa 10% das ocorrências que chegam ao Comando, situações de trabalhadores em edificações que passam mal e ficam presos a andaimes, cortes de árvores, evacuação de prédios e tentativa de autoextermínio ou suicídio”, esclareceu o Capitão.

A formatura ocorre neste sábado (10), as 9h no Centro de Treinamento, na Univerdecidade.

Evolução - Em agosto o comandante geral do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais esteve em Uberaba. O Coronel Luiz Henrique Gualberto participou do primeiro seminário científico e segundo encontro da comunidade operacional. O encontro discutiu a padronização e qualidade do atendimento prestado à população. O batalhão do Corpo de Bombeiros de Uberaba  está entre as cinco unidades que mais atendem ocorrências em todo o estado, perdendo apenas para capital  Belo Horizonte e  a região sul de minas, onde está concentrado o maior número de unidades dos bombeiros. De acordo com o Tenente Coronel Rubem Cruz, são em média 60 atendimentos diários. Apesar dos números de atendimento serem considerados bons, o comando regional lembra que ainda há dificuldades, a quantidade de profissionais está abaixo do previsto em lei.  São 330profissionais, quando o ideal seria de 430 e a estrutura operacional também precisa de melhorias.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.