18/01/2017 às 13h28min - Atualizada em 18/01/2017 às 13h28min

Nova diretoria da Merceana aposta na organização e planejamento

A nova diretoria da Merceana, eleita para o mandato 2017-2019, arregaça as mangas e já trabalha para “arrumar a casa”. A papelada da agremiação está sendo organizada e os diretores já pensam na formação das equipes de todas as categorias. O novo presidente do tradicional clube do futebol amador é Florípedes Feliciano, com Maximiliano Santos como vice.

Uma das novidades para a gestão é que a Veterana fechou uma parceria com o Instituto de Saúde Abrahão Sallum, o ISAS, oferecendo a todos os atletas, sem custo, serviços como fisioterapia e natação. “Todos os jogos da Merceana terão um fisioterapeuta em campo”, afirma Florípedes.

As categorias de base serão tratadas com carinho, garante o dirigente, não só para a disputa dos campeonatos, mas para a formação dos jogadores. O clube esmeraldino vai participar de todas as categorias, ou seja, Pré-Mirim, Mirim, Infantil, Juvenil e Junior. No ano passado, a equipe juvenil conquistou o segundo lugar na competição promovida pela Liga Uberabense, tendo Paulo Henrique como técnico. Esse ano, Paulão será o diretor de esportes, com André Sauma assumindo a diretoria das categorias de base.

“Logo vamos começar com as aulas de futebol, inclusive à noite, para formar os times. No sábado vamos ter uma reunião e definir quando começa”, diz Florípedes. O campo do estádio Paulo César Pardi passa pelos últimos retoques, como nova poda e marcação. “Ainda tem muita coisa a ser feita”, comenta o presidente.

Os resultados em campo não serão a primeira preocupação na base. “A prioridade é a qualidade e o ensinamento do futebol, com os atletas aprendendo a técnica, a tática e as regras. Vamos formar o atleta e o cidadão, tendo a disciplina em primeiro lugar. Vamos acompanhar a frequência e o boletim escolar e manter contato direto com os pais”, destaca o mandatário alviverde.

Amador A Merceana está de volta ao Módulo B do Amador. O planejamento para a disputa da Segunda Divisão já começou, mas não serão feitos grandes investimentos. “Não vamos pagar ninguém. Claro que depois dos jogos tem a resenha, mas a diretoria concordou em não dar dinheiro para jogador, senão não justifica o nome de amador”, assinala o cartola Florípedes.

O vice-presidente Maximiliano Santos destaca que mesmo assim o time montado será para buscar o acesso, mas, se não der certo de primeira, na temporada seguinte a equipe virá mais forte. “Esse primeiro ano vamos priorizar as coisas fora de campo, arrumando documentação, dividindo e pagando imposto. O próximo passo é fazer um time forte para subir”, destaca Max, que estará à frente do time amador junto com Paulão.

Para arrecadar recursos, o clube vai alugar o campo e espera contar com a colaboração do Sócio-Torcedor. “É uma forma que quem gosta da Merceana tem para ajudar, com o valor que puder, a partir de R$ 50”, explica Max.

Outra tacada será trazer de volta os diretores afastados, também pedindo a contribuição deles. “Vamos entrar em contato com cinquenta diretores que se distanciaram, e quem sabe uns trinta voltam? O certo é que pela primeira vez a Merceana está se organizando, tendo planejamento desde o início do ano”, frisa o presidente.

No dia 20 de fevereiro, a Merceana completa 76 anos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.