15/01/2017 às 14h24min - Atualizada em 15/01/2017 às 14h24min

LUF oferece curso gratuito de arbitragem

[caption id="attachment_6974" align="alignleft" width="300"]
Rogério com o árbitro Ricardo Marques, FMF, CBF e Fifa[/caption]

Para ter mais árbitros em seu quadro, a Liga Uberabense de Futebol oferece, a partir dessa semana, curso gratuito de arbitragem. Os interessados podem se inscrever na sede da LUF, que fica anexa ao estádio Uberabão. Basta apresentar cópia do RG e CPF, das 14h às 18h. O candidato deve ter entre 16 e 45 anos, disponibilidade para trabalhar aos sábados e domingos e estar apto fisicamente.

O curso tem início na próxima terça-feira (17) e vai até 18 de fevereiro, com aulas às terças e quintas, na própria Liga, das 19h30 às 21h30. No fim, os alunos passam por avaliação, devendo responder 20 questões fechadas e preencher uma súmula. Só aí saem da sala de aula e encerram com um teste físico e de situações de jogo em campo.

O instrutor é o árbitro Rogério Gomes de Melo, o Baby, tendo o apoio do diretor de arbitragem, Paulo Roberto, que deve dar uma palhinha com possíveis convidados. Baby, por sinal, foi eleito pelos leitores do REPLAY como o destaque da arbitragem no ano passado, sendo premiado na festa da Seleção REPLAY do Amador.

Para ser aprovado, o aspirante a árbitro deve ter 60% de acertos na prova escrita e se apresentar apto após os testes físicos. Segundo Rogério, o árbitro só vai saber 100% do conteúdo com a prática, no decorrer do tempo. “O curso dura um mês, o candidato tem que ter no mínimo 60% de acerto. Depois deve ir estudando a regra direto, começar como assistente para pegar experiência, ir vivenciando na prática para saber 100% das regras”, pontua.

De acordo com o instrutor, qualquer pessoa pode fazer o curso, mesmo que não tenha noção da teoria, bastando ter interesse e, depois, atuar para aprender as “manhas” que não são ensinadas em cartilhas.

“Qualquer pessoa que tenha interesse, vai aprender as regras. Depois vai acompanhando os lances, continua estudando, vai começando a gostar de arbitragem, se interessa mais. O aprovado começa como assistente, nós colocamos ele com um árbitro e um assistente mais experientes, para pegar a ‘malícia’ de beira de campo, saber onde pode ser rígido e onde não pode, ter aquele jogo de cintura”, explana Rogério.

ViolênciaCasos de tumultos e violência nos campos nos últimos anos, com episódios de bombas e brigas nos jogos, afastaram muitos árbitros dos campeonatos da Liga. Porém, conforme Rogério, no ano passado ocorrências do tipo diminuíram e, com mais rigidez nas regras, devem reduzir mais ainda esse ano.

“Essa violência está na sociedade em geral, não tem como evitar. Perdemos árbitros experientes, como o Olegário e o Genimar. O Maurílio tinha parado, o Rosa afastado, o Magno quase parou. Mas no ano passado diminuiu muito, com as novas regras, como a de parar a partida em caso de bombas. Tivemos alguns incidentes, mas nada grave, só ameaça verbal, e esse ano deve ter mais regras para diminuir mais. Toda rodada nós protocolamos pedido de policiamento, colocamos tarja vermelha nos jogos considerados de risco, mas são muitos jogos e não tem como a Polícia atender, então vamos tentando contornar”, comenta Baby.

O quadro da LUF tem hoje 35 árbitros e assistentes, e, com o curso, o objetivo é chegar a 50. Em breve será feito também o curso de representante (mesário).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.