10/01/2017 às 16h42min - Atualizada em 10/01/2017 às 16h42min

SMS aponta LIRAa e registra infestação de 2,40% em Uberaba

O Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) apontou aumento de 2,40%. Em 2016, foram 2.218 casos confirmados de dengue em Uberaba. Em 2015 foram 1.293 casos e o índice fechou em 2.7%.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Iracy Neto, o número não preocupa muito comparados a anos anteriores. “O índice do janeiro de 2006, ano da epidemia, é o dobro do que deu agora. Se comparar com 2012 o índice também ficou acima dos 5%. Estamos preparados para trabalhar de acordo com a realidade de nossa cidade. ”

O secretário disse que uma das primeiras ações para o combate à dengue será a formação de mutirões de limpeza.“A população é instrumento importantíssimo para a gente combater a dengue ou pelo menos controlar essa situação no município para que a gente não tenha outra epidemia. ”

Iracy destacou que os focos continuam sendo as residências e chamou a população para trabalhar ao lado da SMS. “Continuam sendo vasinho de planta, calha, grade da geladeira, bebedouros de animais e antenas parabólicas e de sinais. Então a cada ano, o levantamento mostra que o mosquito se adapta facilmente. Por isso nós temos que trabalhar em conjunto e livrar todos os focos possíveis de proliferação. Precisamos da colaboração de toda Uberaba.”

Os bairros com menor índice de infestação são São Benedito, Bom Retiro, Cidade Jardim, Boa Vista, Vila São José, Jardim das Palmeiras, Jardim Espírito Santo, Fabrício, Vila Militar, Jardim São Bento, Vila Olímpica, Jardim Nenê Gomes e Tancredo Neves.

Os maiores índices são apontados na Vila João Pinheiro, no Jardim Indianópolis, Jardim Triângulo, Vila Craide, Jardim Eldorado, Vila Arquelau, Morada do Sol, Boa Vista, Vila Presidente Vargas, Vila Leandro, Vila Bela Vista, Vainice Andrade, Residencial Maria Alice, Cyrela Landscape I e Cyrela Landscape II, Nossa Senhora Aparecida, Costa Teles I, Silvério Cartafina e Costa Teles.

Segundo o diretor de vigilância sanitária Nelson Tirone, os motofogs estarão atuando com mais intensidade nos locais que apresentaram maior número de focos.

Formas de prevenção – Iracy Neto garante que Uberaba está em estado de alerta e não em estado de risco. Como estratégia inicial serão feitos treinamento e capacitação profissional. Atualização em assistência clínica e ao diagnóstico também estão programadas juntos à vigilância em saúde. “Estaremos também trabalhando com os médicos das UBS’s para que fiquem atentos a qualquer situação de diagnóstico voltado à dengue".

Proprietários dos imóveis fechados, grande problema enfrentando pelo mutirão da limpeza , serão notificados  para que mantenham a limpeza destes locais. Uma lei municipal garante permite multar quem não colaborar com a SMS. A intenção é começar os mutirões de limpeza nos próximos 15 dias.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.