06/01/2017 às 15h41min - Atualizada em 06/01/2017 às 15h41min

Comerciantes de rua falam das expectativas para o comércio em 2017

A primeira semana de 2017 já chegou ao fim, e a reportagem do Uberaba Popular foi às ruas conversar com alguns comerciantes da cidade para saber quais são as expectativas de vendas para esse ano. Depois de um 2016 afundado na crise, os comerciantes de rua ainda sentem o impacto do ano anterior e um receio de alavancar o novo ano.

Dos 15 comércios visitados, apenas cinco sentem que 2017 será um ano bom. Os outros dez empresários acreditam que esse ano ainda será de muito impacto financeiro. Para a gerente de uma loja de roupas na Rua Arthur Machado, Rosemeire Campos, a expectativa é que as vendas aumentem apenas no meio ano. Para ela, a população ainda sente no bolso o que foi o ano de 2016 em questões financeiras.

“Ainda tem muita gente no vermelho. Até a situação melhorar teremos que lidar com o baixo movimento e o prejuízo”, comenta.

O gerente de uma loja de artigos esportivos, também na Rua Arthur Machado, Marcos Antônio Pereira, acredita que se houver melhoria será só mais para frente. “Janeiro é o mês mais difícil para o comércio. As pessoas têm mais contas para pagar e ainda estão em falta com o fim do ano. Acho que 2017 não vai ser um ano bom e a situação só vai melhorar a partir de julho”, salienta o gerente.

Na Avenida Leopoldino de Oliveira, a expectativa dos comerciantes de rua é positiva. “Nossa esperança nunca pode acabar. Essa semana o movimento foi bom e espero que daqui pra frente seja melhor ainda”, conta o comerciante Eurípedes Pereira.

Para a Bia Silveira, proprietária de uma loja de roupas femininas, 2016 foi um ano com grandes oscilações nas vendas e com um faturamento inconstante. Para ela, todo trabalho é válido quando o assunto é aumentar o movimento da loja. “A gente sente esse impacto logo no começo do ano, mas não podemos perder a expectativa. Por isso, fazemos promoções, damos descontos, divulgamos nas redes sociais, fazemos de tudo para atrair os clientes”, explica.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.