06/09/2016 às 19h32min - Atualizada em 06/09/2016 às 19h32min

Paciente denuncia estrutura de URS

  [caption id="attachment_1157" align="aligncenter" width="1032"]
Paciente enviou as fotos para o Uberaba Popular[/caption]

Paciente que aguardava consulta médica na Unidade Regional de Saúde, do bairro Boa Vista, denuncia a estrutura precária do local.

Na manhã desta terça-feira, o aposentado Nilson, de 52 anos, aguardava consulta com médico gastroenterologista desde às 8h. O atendimento aconteceu às 12h15, mas o que chamou a atenção do aposentado, desta vez, não foi o tempo de espera.

De acordo com ele, o bebedouro da unidade está quebrado e o banheiro masculino interditado por não ter condições de uso. "Fui tomar água e tinha uma caixa com aviso que o bebedouro está quebrado e os sanitários cobertos com sacos pretos e fita crepe".

Ainda segundo o reclamante, ao fazer as fotos para enviar à imprensa, ele foi abordado por funcionárias do local. Elas o informaram que é proibida a divulgação do material sem autorização da Secretaria Municipal de Saúde e ameaçou chamar a polícia. "Pegaram o telefone e falaram que iam ligar pro 190. Disseram que era proibido filmar e fotografar o local. Chamaram o coordenador que usava um boton adesivo do prefeito Paulo Piau. Eu perguntei o nome dele, mas a moça não me respondeu. Nem sei se usar esse material pode. Pode?”.

[caption id="attachment_1156" align="alignleft" width="300"]
Manutenção do bebedouro está agendada para esta semana, segundo a SMS[/caption]

O paciente disse não ter nenhuma reclamação quanto ao atendimento oferecido, mas questiona o descaso com que a população é tratada, principalmente, quando se trata de saúde. “O meu atendimento foi bem rápido. Passei mal e eles me encaixaram nesta consulta, mas acho que o povo merece ter um pouco de dignidade, se não puder, pelo menos que possa reclamar”.

Contatada pelo Uberaba Popular, a Secretaria Municipal de Saúde, através da assessoria de comunicação, lamentou o ocorrido e esclareceu que a Unidade Regional de Saúde citada possui dois bebedouros para utilização dos usuários e que a manutenção será feita ainda nesta semana.

Quanto ao banheiro masculino, segundo a nota, apenas um sanitário está desativado. No entanto, o banheiro dispõe de mais um sanitário e mictórios para os usuários.

A Secretaria de Saúde esclarece ainda que em momento algum o paciente conversou com o coordenador da unidade e quanto ao uso do boton, a Procuradoria Geral do Município explica que é uma manifestação pessoal, pontual e silenciosa, sendo um direito constitucional visto que o servidor tem direito à sua manifestação particular, não pertencendo ao patrimônio público, mas salienta que todos os servidores foram informados da proibição expressa de pedir voto ou entregar material de campanha a terceiros em órgãos públicos e a determinação tem sido seguida à risca.

Para a reportagem, o advogado, Paulo Emílio Derenusson disse que a utilização do boton fere a legislação eleitoral. “Usar material de campanha durante o horário de trabalho fere a legislação eleitoral, inclusive, gera penalidade para o servidor que for flagrado usando material de campanha”.

Para Gabriela Madureira, responsável pelo departamento de Propaganda Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais, a Legislação Eleitoral não deixa claro a proibição, mas no Art. 62 da Resolução da Propaganda Eleitoral, a propaganda feita por servidores se torna irregular dentro dos órgãos públicos, durante o horário de trabalho. “Além de a resolução da propaganda eleitoral tornar a exposição de material de campanha em órgãos públicos irregular, há ainda o princípio do direito administrativo do servidor que o orienta a não compartilhar sua posição política dentro do local de trabalho”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.