20/11/2016 às 13h40min - Atualizada em 20/11/2016 às 13h40min

The Street Store arrecada mais de sete mil doações

Manhã de sábado movimentada na Praça Dr. Jorge Frange. A segunda edição do The Street Store superou as expectativas dos organizadores do Grupo Amigos do Igor Lombardi Penhalver.

As filas formadas nos pontos de atendimento mostraram que os moradores de rua aprovaram a iniciativa de ter a loja a céu aberto.

Foram mais de quinhentas pessoas atendidas e mais de sete mil peças doadas ao longo de toda a campanha.

Um dos organizadores, Juan Thomaz, disse que o movimento não poderia ter sido melhor. “Estamos muitos felizes. Conseguimos alcançar uma população bem interessante, atingindo mais moradores em situação de rua. As pessoas gostaram, do que oferecemos a elas, seja na área de saúde, lazer ou na loja. É um trabalho único, feito por várias mãos”.

Trabalho reconhecido por Miguel Jorge. Ele estava trabalhando próximo à praça e aproveitou para aferir a pressão e participar das atividades. “Esse trabalho é muito importante. A gente fica sabendo o que acontece com a saúde e é tudo com fácil acesso, não só pra mim, mas para todas estas pessoas que precisam”, comenta.

Bruno Adriano, aluno do curso de medicina e amigo do Igor Penhalver, jovem que inspirou o projeto, diz que a ação deve manter viva a imagem do amigo.  “Eu fazia muito trabalho com ele. Fomos colegas de sala em 2014.  Quando ele morreu tivemos a ideia de continuar com o trabalho que ele nos passou. Igor era uma pessoa sempre preocupada com o próximo. Demos início à ação para homenagear e também para manter viva a imagem que temos dele”, explica Bruno.

Segundo a professora Valeska Guimarães, coordenadora do projeto a ação de hoje é uma via de mão dupla, porque a Universidade busca na comunidade momentos para elaborar práticas que vão promover a humanização dos alunos no contexto geral. “Em vista do desenvolvimento integral do cidadão e dentro deste contexto de troca, a gente forma um perfil médico humanitário. A partir de boas práticas de humanização a gente consegue uma boa formação de perfil, esclarece a professora.

Além da experiência de alunos e professores, as pessoas atendidas pelo projeto também não escondiam a alegria por estarem presentes em uma ação tão acolhedora. A estudante Aline Mendes Guimarães está participando pela primeira vez. “Gostei muito, tem muitas coisas legais, eu peguei sapatos, vestidos e shorts. É muito bom tudo isso aqui. ”

A cozinheira Shirley Aparecida Alves não escondia a emoção. Ela separou várias peças para toda família. “Eu estou gostando muito, é uma iniciativa muito boa. A comunidade fica muito feliz com ações como estas”, comemora.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.