08/11/2016 às 12h39min - Atualizada em 08/11/2016 às 12h39min

Depois de protesto, familiares aguardam condenação de acusado de homicídio

Já dura mais de quatro horas, no Fórum Melo Vianna, o julgamento do entregador Oberdan Domingues Costa, acusado de matar a esposa a golpes de faca em 2014. A cabeleireira, Silmara Barbosa de Paulo, tinha 34 anos e foi atingida no braço, seio e costelas, na frente da filha de 15 anos, após se negar a ter relações sexuais com o marido. Segundo os autos, o acusado Oberdan foi até a cozinha e pegou uma faca, desferindo três golpes contra a vítima, que, ferida, pediu socorro à filha.

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros tentaram reanimar a vítima, que não resistiu aos ferimentos. O acusado, foi preso na casa do casal, no bairro Beija Flor.   Na delegacia durante depoimento à Polícia Cívil, ele contou que foi casado com a vítima por 17 anos estavam separados há 4 meses, apesar de viverem na mesma casa.  Ele negou ter cometido o crime após a mulher ter negado fazer sexo.

Segundo a denúncia apresentada pelo promotor de Justiça, Laércio da Conceição Lima, da 1º Vara Criminal, o réu responde por homicídio triplamente qualificado por motivo torpe e tentativa de estupro.

Na segunda-feira (7), véspera do julgamento, amigos e familiares da vítima se reuniram em frente ao Fórum de Uberaba. Com cartazes na mão, os manifestantes pediam a condenação de  Oberdan Domingues Costa


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.