06/11/2016 às 13h36min - Atualizada em 06/11/2016 às 13h36min

Debate sobre a PEC 214 envolve alunos e professores na Corina

A Escola Estadual Professora Corina de Oliveira promoveu um debate sobre a PEC 241 na noite da última sexta-feira (4), organizado pelos professores Bruno Augusto e Célia Campos, que ministram aulas de Filosofia e História, respectivamente. O evento teve dois convidados, o professor de Filosofia, Gabriel Mendes, e o advogado Adriano Espíndola. Cerca de 70 pessoas compareceram ao anfiteatro da escola, a maioria alunos, além de professores, pais e convidados.

O debate funcionou com cada lado fazendo a sua apresentação, com duração de 20 minutos para cada um explanar seu ponto de vista. O professor Gabriel começou a exposição com argumentos de apoio a PEC 241. “Eu não sou contra os alunos que estão protestando. Mas sou a favor de uma discussão mais ampla e organizada”, declarou Gabriel, que não concorda com as ocupações de escolas ou faculdades, pois privam outros alunos que querem estudar.

Logo depois, o advogado Adriano Espíndola tomou a palavra para mostrar porque é contrário a PEC. “Está se colocando uma geração em risco, com esse congelamento de verba para a educação”, disse Espíndola, que integra grupo diretório de advogados que dá suporte judicial aos alunos que ocuparam a UFTM.

Após a apresentação das duas frentes, foi aberto espaço de uma hora para alunos e professores darem suas opiniões e perguntarem para os convidados sobre o tema. E o tempo foi curto, pois sempre surgia um assunto paralelo ao da PEC, envolvendo a política brasileira no seu todo. Gabriel e Adriano mostraram conhecimentos em relação a PEC e agregaram muito para os alunos e professores que lá estavam.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.