02/11/2016 às 11h38min - Atualizada em 02/11/2016 às 11h38min

Obra de passarela completa um mês parada

[caption id="attachment_3486" align="aligncenter" width="420"]
passarela-1

passarela-1

Obra começou - e parou - no dia 30 de setembro - FOTO UBERABA POPULAR[/caption]

A instalação de passarela para pedestres na BR-262, ligando os bairros Gameleiras e Valim de Melo, está parada há um mês.

No dia 30 de setembro, uma sexta-feira, a estrutura da travessia foi colocada sobre os pilares já existentes no local. Na data, o trânsito da rodovia inclusive foi desviado para as ruas marginais. Depois do procedimento, não houve continuidade no serviço. Apenas a passarela horizontal foi afixada. Falta o piso dela, as rampas laterais de acesso e o gradil de segurança.

No dia 11 de outubro, a reportagem do UP esteve no local e ouviu moradores da região, que criticaram a paralisação das obras. O motorista Ronivaldo Marques, funcionário de empresa vizinha ao ponto de travessia, comenta que a conclusão do serviço deveria ser rápida.

“Fizeram esse trabalho em um dia, em mais um dia teriam que terminar. Acho que vão acabar só na próxima eleição”, declara, com o coro dos colegas de trabalho. “O pessoal atravessa no meio da pista, inclusive muitas crianças”, relata.

Em vários outros dias, nossa equipe passou pelo trecho e não viu qualquer sinal de que a obra continuaria.

Outra reclamação é em relação ao lugar escolhido para a instalação da passarela. Para o morador do Valim de Melo, Diego Carlos, deveria ser próximo ao Jardim Anatê. “Aqui perto já tem dois viadutos com passagem para pedestres, mas quiseram aproveitar os pilares que estavam sem uso aí faz tempo. O ideal seria construir uma passarela mais pra baixo, perto da linha de trem, no Anatê. Lá só colocaram lombadas”, comenta. Diante dos vários acidentes no trecho, a Prefeitura de Uberaba conseguiu junto ao Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) a instalação das lombadas, em caráter paliativo, e, agora, a passarela, cujo custo é de aproximadamente R$ 900 mil.

Segundo o diretor do Dnit em Uberaba, Elias João Barbosa, uma empresa de Uberaba está fabricando as rampas laterais e, em novembro, as peças devem ficar prontas e instaladas.

Em seguida, a obra será concluída, com a colocação dos pisos, que serão de placas de concreto.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.