01/11/2016 às 22h01min - Atualizada em 05/09/2018 às 16h24min

Rei da Vitamina

rei-da-vitamina-seu-mario-recebeu-titulo-de-cidadao-uberabense-em-2000

rei-da-vitamina-seu-mario-recebeu-titulo-de-cidadao-uberabense-em-2000

A famosa galeria Rio Negro, no centro de Uberaba, abriga há 48 anos uma das mais antigas casas de suco e vitaminas da cidade: a "Bomboniere Rio Negro - Rei da Vitamina", fundada pelo senhor Mário Toitio. É sua filha, dona Regina Célia Toitio, quem conta a história do lugar, já que hoje comanda o negócio do pai, falecido em 2010, com 86 anos. Senhor Mário nasceu em Ribeirão Preto, onde trabalhou com plantações; dona Regina não sabe precisar a data em que o  pai veio para Uberaba mas, no início, ele possuía um mercadinho de verduras, próximo ao Colégio Marista Diocesano. "A ideia de trabalhar com vitamina foi dele e do meu tio, Sérgio. Eles começaram com a vitamina lá na praça Rui Barbosa, em 54... aí depois meu pai veio sozinho para a Arthur Machado e depois para a galeria, onde a loja já tem 48 anos", conta.

O barulho de liquidificador preparando as vitaminas é constante enquanto conversamos com dona Regina. Mesmo assim, ela diz que o movimento no local caiu muito nos últimos tempos, principalmente depois da implantação do BRT. "O movimento diminuiu 40% com o BRT. Mas graças a Deus a gente tem os fregueses antigos, agora tem os netos que sempre vêm aqui", pondera. Ela conta que um dos frequentadores mais famosos foi Chico Xavier, que ia muito ao local. "Eu tinha foto dele aqui, aí eu emprestei pra um pessoal e eles não me devolveram", lamenta.

Nos tempos áureos, a loja funcionava até tarde. "Antigamente ele trabalhava até dez, onze horas da noite. Quando tinha o Cine Metrópole, às vezes ele ficava até meia noite", lembra.

Com a loja, seu Mário conseguiu criar seis filhos. "Para três ele pagou faculdade particular, então, quer dizer, a luta dele foi grande. Mas ele conseguiu... nós formamos," destaca.

Dona Regina não chegou a trabalhar com o pai na bomboniere, porque formou-se como professora, mas parou de trabalhar quando os filhos nasceram. Tempos depois, acabou se envolvendo com o comércio. Chegou a ter uma lanchonete na própria galeria Rio Negro, o Bar Eldorado, também tradicional na cidade. Um de seus irmãos assumiu a "vitamina" após o falecimento de seu Mário, mas depois abriu uma hamburgueria. Então dona Regina fechou o Eldorado e passou a cuidar da bomboniere.

Atualmente, ela conta com a ajuda do filho mais velho e mais dois funcionários para tocar o negócio. Tem ainda dois filhos, morando fora de Uberaba; a filha mora no exterior e o filho mais novo, em Uberlândia.

A viúva de seu Mário já está com idade avançada e apresenta problemas de saúde, por isso dona Regina tem que se dividir entre a vitamina e os cuidados com a mãe. Mas pretende manter o negócio do pai. "Isso aqui é o sonho da vida dele, por isso preciso continuar enquanto puder", conclui.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.