21/10/2016 às 21h52min - Atualizada em 21/10/2016 às 21h52min

Sem grana, lutadora pode desistir do Pan-Americano

Bicampeã mineira e bicampeã brasileira. Campeã sul-americana. Medalha de bronze no Mundial. Tudo isso em uma carreira de menos de dois anos de kickboxing. Apesar do currículo tão vitorioso, a lutadora uberabense Yasmin Matias sofre com a falta de apoio. Sem ajuda do poder público e com dificuldades em conseguir patrocínios, ela pode ficar fora do

Pan-Americano, que acontece na próxima semana. Diante da situação, a atleta pediu ao Uberaba Popular um espaço para fazer um apelo. “Sei que está em cima da hora, mas seria possível fazer uma matéria para ver se eu consigo alguma coisa?”. Uma realidade que não condiz com a dos grandes astros do esporte.

Para disputar o Mundial, realizado em Dublin, na Irlanda, a lutadora já teve dificuldades para arcar com os custos da viagem. Dessa vez, não arranjou tantos patrocinadores – por ironia, o motivo é a falta de tempo de buscar recursos, por estar se dedicando mais aos treinos.

“Minha expectativa é conseguir duas medalhas, pois estou treinando muito para isso”, diz a atleta, que vai competir nas categorias kick ligth e ligth contact.

O Pan acontece de 26 a 30 de outubro, em Cancun, no México. Yasmin ganhou as passagens de uma empresa de São Paulo, mas ainda precisa de cerca de R$ 3.700 para despesas de hospedagem, alimentação e inscrição. “Não tenho do bolso pra tirar, e só é permitido competir no hotel que a confederação indicou”, afirma, resignada.

Clique aqui, entre em contato com a Yasmin e mostre, verdadeiramente, o que é incentivo ao esporte uberabense.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.