07/04/2022 às 19h20min - Atualizada em 07/04/2022 às 19h20min

Uberaba Popular é selecionado em Programa do Meta Journalism e Abraji

Portal de notícias de Uberaba, fundado em 2016, está entre os 80 selecionados em todo o país.

Fornecer conhecimentos e recursos para apoiar o ecossistema de mídia brasileiro, construindo negócios inovadores e sustentáveis. Esse é o objetivo do Programa Acelerando a Transformação Digital, desenvolvido pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), do Meta Journalism Project e do Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ), com apoio da Associação de Jornalismo Digital (Ajor).

Os candidatos apresentaram projetos para criação de meios de comunicação com foco local e os selecionados terão mentoria com especialistas do mercado, além de apoio financeiro para a execução das atividades.

A iniciativa visa estimular o fortalecimento do jornalismo no Brasil e reduzir o número de municípios considerados desertos de informação. Pesquisa realizada pelo Atlas da Notícia mostrou que 13,8% da população brasileira não dispõem de informação jornalística local.

Para a fundadora do Uberaba Popular, Janaína Sudário, o jornalismo ético e independente é uma das mais importantes ferramentas para o desenvolvimento e formação da sociedade.

“Hoje eu tenho ainda mais convicção do que é o Uberaba Popular. Nunca foi tão importante ter fontes confiáveis, isentas de interesses financeiros, sociais e livres de amarras. Eu tenho muito orgulho e admiro quem defende e faz o jornalismo imparcial, com foco no bem comum. O jornalismo provoca o pensamento e o discernimento do que é verdade e, sobretudo, sobre o que é justo”, explica.  

Fundado em 2016, o UP evidenciou os desmazelos dos poderes públicos com a sociedade, denunciando abusos e cobrando soluções efetivas, contou histórias de pessoas comuns, valorizou artistas locais, mas acabou sucumbido pela ausência de recursos financeiros e pelo monopólio da informação local.

“Como em todos as áreas, é muito difícil manter ativo projetos independentes. Uberaba é uma cidade que centraliza o poder nas mãos de poucos e a comercialização da notícia está entranhada na história. Ver que instituições internacionais de jornalismo, como o Meta e o ICFJ, estão promovendo ações de apoio às instituições brasileiras, como a Abraji, para reverter este tipo de cenário monopolista e ganancioso, que não é exclusivamente uberabense, me enche de esperança para continuar fazendo jornalismo e para apostar ainda mais no Uberaba Popular”, completa a fundadora do UP.

Dos 80 projetos selecionados, apenas cinco são de Minas Gerais, das cidades de Betim, Mariana, Ouro Preto, Passos e Uberaba.
“Saber que o projeto, selecionado entre dezenas e dezenas, está entre os cinco representantes do nosso Estado aumenta ainda mais a nossa responsabilidade e o dever de entregar à sociedade uma ferramenta de transmissão da informação socialmente responsável e coerente”, finaliza Janaína Sudário.
Link
Notícias Relacionadas »
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.