07/10/2016 às 16h05min - Atualizada em 07/10/2016 às 16h05min

Confronto final: Bonsucesso x Peirópolis

Maior campeão ou primeiro título?

O Bonsucesso é o papa-títulos das temporadas recentes. Nas últimas dez finais, esteve em oito, e foi campeão em cinco delas. Busca o nono título para a galeria. Se conseguir, se iguala a Atlético, Independente e Fabrício como maior campeão do Amadorão.

O Peirópolis, por sua vez, ainda sonha com o título do Módulo A. Campeão da Segunda Divisão em 2014, o time disputou sua primeira final na elite em 2015, ficando com o vice.

Dinossauro tem o melhor ataque

Somando todas as fases do Amadorão até agora, o status de melhor ataque fica com o Peirópolis. O Dinossauro marcou 48 gols em 19 jogos. O segundo melhor nesse quesito é o Bonsucesso, com 44 gols em 19 partidas. O Fabrício é o terceiro: fez 41 gols em 17 jogos.

A melhor defesa é a do Barcelona, que tomou apenas 16 gols em 19 jogos. O Bonsuça é o segundo melhor, sendo vazado 18 vezes em 19 partidas. O Fabrício tem o terceiro melhor desempenho defensivo: 17 gols sofridos em 17 jogos.


As campanhas

BAC emplaca goleadas em clássicos

A campanha do Bonsucesso na primeira fase foi quase perfeita: só duas derrotas e, entre as 12 vitórias, metade delas foram de goleada. Destaque para as vitórias maiúsculas nos clássicos: o BAC venceu o Parque das Américas por 4 x 0, repetiu o placar diante do Vila Nova, e ganhou do América por 4 x 2. Primeira fase Ipiranga          1 x 5    Bonsucesso Bonsucesso     1 x 1    Fabrício Sete Colinas    1 x 3    Bonsucesso Bonsucesso     2 x 1    Peirópolis Parque das Américas  0 x 4    Bonsucesso Bonsucesso     1 x 2    Barcelona Merceana        2 x 5    Bonsucesso Bonsucesso     4 x 0    Vila Nova Independente  1 x 0    Bonsucesso Asa Branca     0 x 3    Bonsucesso Bonsucesso     2 x 1    Delta Vila Esperança 1 x 2    Bonsucesso Bonsucesso     2 x 0    Koreia América          2 x 4    Bonsucesso Bonsucesso     2 x 1    Arem

Quartas-de-final Koreia 2 x 0 Bonsucesso Bonsucesso 2 x 1 Koreia 

Semifinais Independente 1 x 1 Bonsucesso Bonsucesso 1 x 0 Independente


Peiró começa mal e depois deslancha

O Peirópolis teve quatro derrotas na primeira fase do Amador. Dessas, três foram nas cinco primeiras rodadas, quando o time ainda não estava completo. Depois, a equipe do bairro rural deslanchou e se classificou de forma tranquila. Destaque para a goleada de 5 a 1 em cima do Parque das Américas, na reedição da final do ano anterior.

Primeira fase

Peirópolis        3 x 0    Merceana Vila Nova       2 x 0    Peirópolis Peirópolis        2 x 1    Independente Bonsucesso     2 x 1    Peirópolis Peirópolis        2 x 3    Delta Vila Esperança 2 x 4    Peirópolis Peirópolis        1 x 1    Koreia América          0 x 1    Peirópolis Peirópolis        5 x 1    Arem Ipiranga          1 x 2    Peirópolis Peirópolis        2 x 0    Fabrício Sete Colinas    0 x 6    Peirópolis Peirópolis        0 x 2    Asa Branca Peirópolis        5 x 1    Parque das Américas Barcelona        3 x 4    Peirópolis

Quartas-de-final Vila Nova 1 x 1 Peirópolis Peirópolis 6 x 0 Vila Nova

Semifinais Barcelona 2 x 0 Peirópolis Peirópolis 3 x 1 Barcelona


Finalistas sofreram no mata-mata

Bonsuça e Peiró passaram por apertos no mata-mata. O Tourão sofreu nas quartas-de-final. Para o Dino, o sufoco foi nas semifinais.

O líder da primeira fase teve dificuldades contra o oitavo colocado, o Koreia. O Lobo do Abadia venceu o jogo de ida contra o Colorado por 2 x 0. Na volta, o Bonsuça tinha que ganhar por dois gols. Começou perdendo e virou pra 2 x 1. Aí o Koreia não quis mais saber de jogo. Com a confusão em campo, a partida foi suspensa antes do fim e, após dois julgamentos, a equipe tricolor foi eliminada e o BAC se classificou.

Nas semifinais, foi a vez do Peirópolis penar. Em um duelo em que teve várias chances de marcar, o Dinossauro perdeu para o Barcelona por 2 x 0 na rodada de ida. No jogo de volta, o Peiró ganhou por 3 x 1, em confronto angustiante, indefinido até o apito final. Provavelmente, emoção não vai faltar na grande final.

Peirópolis

[caption id="attachment_2522" align="alignleft" width="225"]
alvim

alvim

Alvim[/caption]

Alvim. O goleiro disputa sua quinta final seguida, possivelmente um recorde de todas as edições. O arqueiro jogou as decisões de 2012 e 2013 pelo Atlético, de 2014 pela Água Compridense e de 2015 pelo Peirópolis.

Fabiano. O experiente lateral-esquerdo é uma das armas no ataque, já que tem um estilo ofensivo na ala.

Everton. Dono de chutes perigosos, tem o pé calibrado também para assistências: dele saíram os passes para os dois gols decisivos de Serginho nas semifinais.

Fabinho. O técnico já disputou uma final contra o Bonsucesso. Foi em 2008, quando estava no Beira Rio e foi vice-campeão. Vem revanche aí?


Bonsucesso

[caption id="attachment_2524" align="alignleft" width="286"]
ratinho

ratinho

Ratinho[/caption]

Ratinho. Considerado o grande craque do futebol amador nos últimos anos, atravessa grande fase. O repertório de dribles parece ganhar cada vez mais novos truques. Fez gol nas quartas e na semifinal, quando também deu assistência. Já marcou em três finais de Amador (2008, 2011 e 2014).

Luciano. É o “xerife” do time alvirrubro. Luciano, o “Oreia”, se destaca pela liderança e, além de defender, também gosta de ir ao ataque. Assim, fez até gol na semifinal.

Lucas. Cria do Nacional, o atacante é uma das boas surpresas do Amadorão 2016. Com muita habilidade, dá trabalho para as defesas adversárias.

Lúcio. Com uma vida dedicada ao Nacional, Lúcio Vaz tem também vários títulos no futebol amador. Em 2012 e 2013, foi adversário do Bonsucesso nas finais. Comandava o Atlético e foi campeão na primeira ocasião e vice na segunda.


Números do Amadorão 2016

  1. 423 gols em 131 jogos (média de mais de 3 por partida)
  2. Melhor ataque: Peirópolis (48 gols em 19 jogos)
  3. Melhor defesa: Barcelona (16 gols em 19 jogos)
  4. Pior ataque: Sete Colinas (8 gols em 14 jogos)
  5. Pior defesa: Merceana (50 gols em 14 jogos)
  6. Mais vitórias: Bonsucesso (14 em 19 jogos)
  7. Mais empates: Fabrício (7 em 17 jogos)
  8. Mais derrotas: Merceana (12 em 14 jogos)

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.