23/09/2019 às 09h12min - Atualizada em 23/09/2019 às 10h08min

A arte de criar e customizar de Carlos Magno

Carlos Magno tem quase 30 anos de customização, manutenção, fabricação e restauração de motos.

O multiartista Carlos Magno aprendeu com a avó, Ruth Corrêa, que “o saber não ocupa espaço” e foi buscar conhecimento em diversas áreas, passando pelo Exército Brasileiro, funcionalismo público, arquitetura e soldagem industrial. Hoje, é na garagem da casa onde mora com a esposa, Edna Ramalho, que ele consegue trabalhar com uma das suas maiores paixões: moto.

O espaço abriga motocicletas de diversos lugares do país e todas estão à espera da genialidade do artista que dará nova vida às peças.

O trabalho de customização teve início na adolescência. Aos 16 anos, o paulistano se viu perdido em Uberaba, sem amigos, sem a rotina de uma das cidades mais populosas do mundo e sem acesso ao que despertava o seu interesse.

“Pensei: estou morto. Não conhecia ninguém, morava com a minha avó, uma tia, meu pai e minha madrasta. Mas o meu pai era motociclista e sempre fui apaixonado por motos e, também, grandes carros americanos, como Dodge, e Galaxie. Quando cheguei aqui, acabei me envolvendo com o pessoal que mexia com oficina, até conhecer o Fifa, que foi o meu mentor nesta área de customizar motos”.

A falta de dinheiro para comprar aquilo que desejava fez com que, o então garoto, construísse as suas próprias coisas, tornando-se um dos mais jovens fabricantes de moto da época. “Eu não tinha dinheiro, mas tinha sonhos. E foi isso que aprendi com o Fifa. Ele pegava uma moto comum, como XL, CB-400, ou outras motos do gênero e as transformava em motos que pareciam ter saído de filmes americanos dos anos 70. Um verdadeiro artista, extremamente talentoso”.

O encantamento foi imediato e a paixão avassaladora. Carlos conta que passou olhar as coisas e pensar o que poderia ser modificado e em como ele colocaria a sua personalidade nos objetos.

"Olho um veículo zero quilômetro e já penso como seria se a pintura fosse diferente", Carlos Magno[/caption]

“O convencional não me agrada mais. Olho um veículo zero quilômetro e já penso como seria se a pintura fosse diferente, o banco de outro jeito. Aí já vejo aquilo desmontado, cortado e pronto. A mente começa e não para”.

Foi na empresa em que trabalhava como soldador industrial que Magno foi descoberto. “Eu comecei a restaurar as motos no pátio da oficina, fazendo bico para os donos da oficina, que eram colecionadores e restauradores. Ao mesmo tempo em que restaurava a deles, criava as minhas.  Nesta época, algumas pessoas já visitavam a oficina para ver o que eu estava construindo”.

Além da customização, Magno restaura, adapta, cria e fabrica peças. São mais de 10 veículos customizados já finalizados. Na oficina, outros 17 estão sendo reconstruídos, além de carros da Fórmula 3. “É um trabalho longo. Eu tenho que acordar todo dia e mexer em alguma coisa”.

Nascido em um rico berço cultural de músicos, escritores, pintores e poetas, Carlos também é saxofonista e apaixonado por animais exóticos.

O saxofone é outra paixão do artista[/caption]

“Eu tinha 7 anos quando a minha avó me deu um livro de poesias. A metade do livro era dela e outra metade em branco. Ela me pediu para preenchê-lo com os meus pensamentos”.

Aos 43 anos, Carlos Magno ainda não conseguiu preencher o livro, guardado exatamente como o recebeu. Não por falta de memórias ou conhecimentos que mereçam ser compartilhados, mas porque vem registrando muito bem a sua história nas peças que customiza.

Dona Ruth faleceu há quatro anos, com um século e vinte e oito dias vividos. Ela conseguiu ver o neto seguir os seus ensinamentos. A busca incansável pelo saber e por se interessar por tudo ao mesmo tempo.

“Tudo o que eu podia aprender, baseado nos ensinamentos da minha avó, que sempre foi a minha âncora, eu aprendi”, finaliza Carlos Magno.

___________________________________________________________________
Magno Kustoms Avenida Bandeirantes, 783 - Gameleira Contato: (34) 3314-5267

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar
(caracteres restantes: 500)
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.