13/02/2012 às 11h53min - Atualizada em 13/02/2012 às 11h53min

Uberaba Sport em baixa na bolsa

Se fosse sempre assim. Ahhhhhh!!! Como seria bom se o futebol pudesse proporcionar sempre grandes vitórias como a que presenciamos no Uberabão, no último domingo. A goleada do Uberaba sobre o Democrata não foi importante apenas pelos 5 gols marcados, mas o Colorado precisava vencer em casa, precisava tranquilizar os corações dos torcedores e convencer a imprensa, sempre com olhares atentos e desconfiados.
Conjunto. É sabido que o meia Thiago Marin é uma peça importante para o USC. Marlon, depois que foi fazer companhia ao ex-solitário Clodoaldo também mostrou sua importância. O fato é que o Uberaba tem um conjunto que funciona, mesmo quando só ataque não resolve.
Ai que medo. Confesso que quando o Clodoaldo partiu para a cobrança do pênalti, fiquei com um frio na “espinhela”. Há quem excomungue o atacante e há aqueles que saem em sua defesa. Para mim, ele não é ruim nem bom, apenas está destoando dos demais jogadores.
Não é brinquedo não. Terminado o jogo, Nenê Belarmino rasgou o verbo e chamou a atenção de alguns jogadores que perderam a seriedade em campo após sacramentado o placar elástico.
Ajuste rápido. Quem espumou o canto da boca, de tanto criticar o meia Gabriel Davis por sua individualidade na partida contra o Villa Nova, ontem viu o jogador extremamente solidário com seus companheiros em campo.
Artilheiro. Aliás, solidariedade que não foi retribuída. Thiago Marin bem que poderia ter deixado Davis cobrar o pênalti e fazer o quinto gol. O meia, hoje, seria artilheiro da competição. Posto que ele divide com Alex do Villa Nova. Os dois, por enquanto, marcaram três gols no Mineiro.
Pantera. Márcio Máximo foi demitido no vestiário dos visitantes do Estádio Engenheiro João Guido. Tentando evitar o pior (rebaixamento), a diretoria chamou o salva-vidas, José Maria Pena. Também chamado de técnico, Pena evitou o rebaixamento do time no ano passado.
Papo sério. Depois que o Uberaba perdeu o patrimônio por conta de algumas figuras que, com a desculpa de estar ajudando, afundaram o clube em dívidas, toda boa ação gera desconfianças. O deputado Antônio Lerin pode até ter todas as boas intenções, mas quando falaram em loja oficial do Uberaba, honestamente, pensei que seria do USC mesmo.
Todo mundo dá R$ 10,00. R$ 10,00 por camisa oficial vendida na loja Uberaba Sport Mania. Este é o lucro que o Uberaba terá com a venda da sua marca. Alguém aí se lembra do programa sócio torcedor, lançado em 2010? O valor repassado ao clube era o mesmo.
Desvalorização. Como diz o ditado: enquanto existir cavalo, São Jorge não andará a pé. Fato. A culpa não é só do Lerin. Se ele não fizesse, talvez o USC nunca teria uma loja que comercializasse mais que futebol, mas o nome e uma marca forte e que, para mim, valem muito mais que R$ 5 mil por ano.
Desvalorização II. A diretoria é responsável pela aprovação deste “negócio da China”. O valor da franquia foi o mesmo que o deputado pagou, domingo, pelos cinco gols do Colorado contra o Democrata. Na balança, o nome Uberaba Sport Club não vale mais que cinco golzinhos feitos contra o lanterna do campeonato. Ontem, Lerin pagou, de bicho, R$ 1 mil por gol marcado.
Parabéns. Apesar de discordar da negociação, não posso deixar de dizer que a loja Uberaba Sport Mania ficou muito bonita. Toda em vermelho e branco, o torcedor do Colorado irá se sentir em casa.
União faz a força. No último sábado, a família Lerin botou a mão na massa. Arrastou prateleiras, ajudou na decoração e na distribuição de artigos nas gôndolas. Enfim, suou a camisa. Até porque, o aluguel da loja custará ao deputado R$ 3 mil reais, mais as despesas para manter três funcionários.
Falando em dinheiro...Como de costume, o diretor de futebol, Ernani Nogueira,  calçou a cara e bateu aquele papo com os jogadores, na semana que antecedeu o jogo de domingo. Motivo? Salários. Ele prometeu que os rendimentos dos jogadores seriam depositados até a última sexta-feira. Ouvi dizer, lá mesmo no Uberabão, que os depósitos não foram efetuados, até ontem. Com a carinha mais boa e esperançosa do mundo, o jogador afirmou: “Segunda sai. É certeza”.
CTBC. Como faz falta a concorrência. Pelo menos três rádios, sendo duas de Governador Valadares, enfrentaram sérios problemas até conseguirem iniciar a transmissão do jogo. Que vergonha hein, CTBC?
Guardando lugar. Quando Rodrigo Santana foi anunciado como treinador da Portuguesa Santista, aquela pulguinha atrás da orelha começou a coçar. E não é que tinha coelho neste mato? No sábado, o site oficial da Briosa anunciou Nenê Belarmino como técnico na disputa da segunda divisão do Campeonato Paulista. Isso significa que Nenê mandou seu fiel escudeiro para segurar sua vaguinha até o Campeonato Mineiro terminar para o Uberaba Sport.
Tudo culpa das redes sociais? Hoje pela manhã, curtindo o merecido dia de descanso, Nenê me disse que não tem nada certo com o time paulista. Fez de desentendido: como podem falar uma coisa destas no Facebook? E eu respondi: não foi no Facebook, Belarmino, foi no site da Portuguesa mesmo.
Cabeça no USC. Pelo menos até o final do Campeonato Mineiro, o técnico do Colorado pareceu disposto a ficar: “Quero fazer uma boa campanha aqui e depois a gente vê como fica”.
Zagueiro e lateral x Eder e Gabriel. Tem empresário vindo à cidade, nos próximos dias, para acertar com os jogadores do Uberaba, Éder e Gabriel. O mesmo empresário afirmou que o clube já negocia as contratações de um zagueiro e um lateral-esquerdo.  Esperar pra ver!
Marketing. O atacante Marcinho bem poderia doar parte do seu salário ao Uberaba, como pagamento dos serviços de marketing prestados a ele.  Afinal, ele voltou a marcar gol com a camisa do Oeste e, pelo visto, a diretoria deve segurá-lo no elenco. Talvez ele volte a ser titular absoluto no time. Tudo isso proporcionado pela proposta feita pelo Uberaba, na semana passada.
Alegria geral. A torcida do Uberaba ficou muito feliz com o resultado do jogo contra o Democrata, mas outra partida garantiu 100% de alegria. Não é que o Uberlândia perdeu para o Araxá, na estreia do Módulo II? Tiago Pereira marcou o úico gol da partida. Bem que a imprensa da cidade vizinha já havia avisado que o time tinha caído de produção.
Tabu quebrado. Também pelo Módulo II, O Mamoré venceu a URT, pelo placar de 3x1, e foi destaque no Bate-Bola da ESPN. O Sapo quebrou um jejum de 16 anos sem vencer o seu maior rival.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.