10/04/2019 às 20h43min - Atualizada em 10/04/2019 às 20h45min

Orientadora emocional cria o CIÚMETRO, o termômetro do ciúme

Camilla Couto, Orientadora Emocional para Mulheres, com foco em relacionamentos, explica: “há quem morra de vergonha de ser taxada de ciumenta. Há, inclusive, quem tenha preconceito com o termo por conta da forma como a sociedade lida com ele. No entanto, o fato é que, todos nós, seres humanos, sentimos ciúme em algum nível durante a nossa vida. É desconfortável, é sofrido e, às vezes, assustador. Mas é normal. Assim como é normal sentir raiva, tristeza, medo”. Para ajudar a entender o nível que o ciúme atinge e se ele é problemático para nossas relações, Camilla criou o Ciúmetro, o termômetro do ciúme.

Segundo ela, o ciúme é inerente aos seres humanos, já que desejos, caprichos, apegos, inseguranças e vontade de controlar, coexistem dentro de nós grande parte do tempo. Só que, em alguns casos, ele pode atrapalhar e prejudicar muito a nossa vida: “quando optamos por não procurar ajuda e soluções para lidar com esse sentimento, justamente por vergonha ou preconceito, ele pode tomar proporções enormes dentro da gente e até extrapolar os graus de normalidade”, enfatiza.

Quando isso acontece, nossa vida fica muito mais complicada, sofrida e solitária. Camilla lembra que, muitas vezes, perdemos a cabeça, perdemos o chão, perdemos a noção: “nossas relações vivem de brigas, viram campos de batalha. Sem perceber, nos tornamos chatas, neuróticas, sufocantes. Muitas vezes, perdemos quem tanto amamos, sem perceber que antes, já havíamos nos perdido de nós mesmas”.

Ela explica que o Clube da Ciumenta foi criado para conectar mulheres corajosas o suficiente para admitir que sentem ciúme em algum nível. Quem quiser começar a entender a gravidade do próprio ciúme, pode acessar o link e fazer o teste. A ideia, segundo Camilla, é ajudar a perceber que o que acabamos achando normal pode ser um problema silencioso em nossa vida.

Link para o Termômetro do Ciúme aqui


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.