12/02/2019 às 15h15min - Atualizada em 12/02/2019 às 15h15min

Expedição Safra faz levantamento da colheita da safra de verão

O veranico entre os meses de dezembro e janeiro, com poucas chuvas e altas temperaturas, tornou mais difícil para os produtores de Goiás, Minas Gerais e São Paulo atingirem as 43,8 milhões de toneladas de grãos projetadas para as safras de verão e inverno 2018/2019. O andamento da colheita da safra de verão nesses estados será verificado, nos próximos dias, pela equipe de técnicos e jornalistas da Expedição Safra. Até 13 de fevereiro serão visitados produtores, cooperativas, empresas e traders das cidades paulistas de Cândido Mota e Itaberá, passando por Uberaba e Uberlândia em Minas Gerais e finalizando o giro em Itumbiara e Rio Verde em Goiás. “Temos observado que houve uma quebra na produção desses estados. O trabalho agora é para minimizar novas perdas e conseguir se aproximar das expectativas iniciais. Se não tivermos novos problemas, algumas culturas devem registrar o crescimento esperado anteriormente”, avalia o coordenador da Expedição Safra e do Núcleo de Agronegócio da Gazeta do Povo, Giovani Ferreira. Em São Paulo, a expectativa é de aumento na produção de soja. Segundo o Instituto de Economia Agrícola (IEA), vinculado à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, houve crescimento de 7% na área plantada da cultura, impactando em uma elevação produtiva de 6,1% em comparação a safra 2017/2018. Na visão do IEA, esse aumento de terras destinadas ao plantio de soja se explica pela decisão dos agricultores de reduzir as lavouras de milho primeira safra. Já Minas Gerais está verificando impactos negativos em sua produção de soja. A estimativa da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg) é de quebra de 15 a 20 por cento na safra, anteriormente estimada em 5,4 milhões de toneladas pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Os produtores estão trabalhando agora para adiantar a colheita, visando evitar novas perdas devido ao clima. Goiás também deve apresentar quebra na produção da oleaginosa. Segundo a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Goiás (Aprosoja-GO), 2 milhões de toneladas (17% da estimativa inicial de 11,8 milhões de toneladas) se perderam devido às intempéries climáticas. Cerca de 15% de todas as lavouras da cultura já foram colhidas no estado. - Expedição Safra -A Expedição Safra faz um levantamento técnico-jornalístico da produção de grãos da América do Sul à América do Norte. O projeto percorre 12 estados brasileiros nas etapas de plantio e colheita. Para ampliar a discussão sobre mercado, desde a temporada 2010/11 a equipe realiza roteiros extraordinários, com incursões à Alemanha, Holanda, Bélgica, França, China, Índia, Israel, Rússia e ao Canal do Panamá. Neste ano, a Expedição irá ao México que, devido aos conflitos comerciais com os Estados Unidos, tem aumentado o comércio de produtos agropecuários com o Brasil, abrindo uma janela de novas oportunidades. A Expedição Safra é uma iniciativa do Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo e é apresentada pelo Sistema Confea-Crea, com o patrocínio da Caixa Econômica Federal, Sementes e Fertilizantes Castrolanda, Agrotec, Alta, Solaris e Expo Londrina. O apoio logístico é do Groupe Renault.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.