21/01/2019 às 14h48min - Atualizada em 21/01/2019 às 14h53min

OdontoZoo? Sim senhor!

Até bem pouco tempo nem pensávamos em olhar os dentes dos nossos pets. Víamos em fazendas, produtores rurais examinando os dentes de um cavalo, acho que para verificar a idade do animal, e foi deste ato que surgiu o famoso ditado “cavalo dado não se olha os dentes”. Mas, com os animais domésticos, como cães e gatos, este hábito não era comum. Inclusive, eles morriam cedo, porque não eram submetidos aos cuidados que exitem hoje. No máximo, tomavam vacina contra a raiva.

Com o crescimento da procura por estes merecidos cuidados, alguns profissionais se especializaram em saúde animal. Uma dessas especialidades chama a atenção pelo alto nível do trabalho realizado. É a OdontoZoo, que fica em Brasília/DF.

O especialista em odontologia animal, doutor Floriano Pinheiro Silva, fala sobre o assunto em entrevista exclusiva ao colunista Marcos Moreno, para a Moreno Pet, confira:

É raríssimo ouvir falar da sua especialidade de trabalho dentro da veterinária. O que te inspirou a fazer opção por esse trabalho? Meu desejo, desde o início da faculdade, era trabalhar na clínica de pequenos animais, sob influência de minha irmã, dentista humana, comecei a procurar formação na área e estudar especificamente o assunto. Há 20 anos, tive o prazer de conhecer o doutor Marcello Roza, um dos pioneiros da Odontologia Veterinária no Brasil. Juntamos a experiência com a oportunidade e idealizamos um serviço especializado em Brasília. Nasceu ali a OdontoZoo. Para trabalhar com Odontologia Veterinária é necessário, além da Graduação em Medicina Veterinária, único profissional capacitado para lidar clinicamente com animais, cursos de especialização na área. Há 20 anos começavam a destacar-se pelo mercado Pet as especialidades veterinárias, como cardiologia, oftalmo, dermato, diagnóstico de imagem, entre outras.

O que foi mais difícil superar para as pessoas entenderem que essa é uma importante especialidade e os animais precisam tanto quanto os humanos? Muitas barreiras foram suplantadas para fazer conhecer a importância de cada uma dessas especialidades, sua atuação e necessidade, tanto para o veterinário clínico geral, quanto para os tutores, que, naquela época achavam um tanto exótico levar o pet ao dentista. (risos).  Muitos anos de trabalho depois, é praticamente impossível falar em saúde geral sem falar em saúde odontológica e, assim como outras especialidades. o mercado pet compreendeu a importância de cada segmento da saúde para a qualidade de vida animal.

O que efetivamente as especialidades na área odonto zoo tem mostrado como resultado? O resultado? Hoje os animais de companhia vivem mais e melhor! Nossos pacientes, que viviam em média uns 10 anos, nos visitam no consultório com 15, 18, 20 anos! Isso, graças aos recursos e avanços de prevenção, diagnóstico e tratamento na Medicina Veterinária, a odontologia entre elas.

Os animais assim como os seres humanos, passam por uma fase onde acontece a troca de dentição? Varia de espécie para espécie. Nos cães e gatos, assim como os humanos, os cães apresentam UMA troca de dentição, que nos carnívoros domésticos normalmente acontece entre o 6º e o 8º mês de vida. Em animais de raças pequenas, principalmente, é comum observar a persistência de alguns dentes de leite junto com os dentes definitivos. Nesses casos, devido a cavidade oral e proximidade entre os dentes, ocorre o favorecimento para uma periodontite precoce, que tem como sintomas inflamação da gengiva, mau hálito, dificuldade em se alimentar, além do desvio dos dentes permanentes. A extração dos dentes decíduos é necessária para que haja a regressão da doença periodontal e o correto posicionamento dos dentes definitivos. Assim, todos os dentes que não caírem durante a troca da dentição (até no máximo o 8º mês) devem passar por avaliação com um dentista veterinário para extração e evitar agravamento do caso.

Sei que em zoológicos (todos deveriam ter), os animais selvagens têm os dentes avaliados por profissionais especializados. Quais são os tipos de animais que precisam de cuidados odontológicos? Todos que têm dentes! (risos). E até alguns bichos que não têm. Explico: é rotina também tratarmos de psitacídeos, como os papagaios, e outras aves – que apesar de desdentados – podem apresentar algum problema no bico (crescimento anormal, fraturas, etc), onde o dentista veterinário deve atuar. Além dos cães, roedores e lagomorfos apresentam problemas específicos, assim como equídeos que precisam também de cuidados odontológicos frequentes.

A OdontoZoo está preparada pra tratar animais silvícolas e selvagens? Que animais “exóticos” já foram seus pacientes? Nossa equipe, felizmente, é extremamente capacitada e multidisciplinar! Impossível seria um único profissional atender odontologia, em todas suas subespecialidades com competência absoluta. Por isso, os profissionais que trabalham conosco são capacitados em subespecialidades como prótese, cirurgia bucomaxilofacial, endodontia, roedores e lagomorfos, odontologia equina, etc. Inclusive atendemos muitos animais silvestres, como onças, leões, primatas, lontras, lobos. Temos que estar preparados para todas as espécies, todas as necessidades odontológicas desses animais.

Antigamente a gente não pensava em dentista no que se refere a pets. Tínhamos um cachorro ou gato e, no máximo os vacinávamos contra raiva.  Quando é preciso começar a prestar atenção na boca dos nossos pets? Desde filhote. Quanto mais cedo iniciarmos a manipulação da cavidade oral, condicionando o Pet para receber a escovação, melhor será para a manutenção da saúde odontológica. A Doença Periodontal, apesar de ser agravada por uma série de fatores, ocorre basicamente por um único fator: ausência de escovação.

O custo de um tratamento especializado para pets é muito alto? É um luxo? Pode variar muito de cada caso. No tratamento mais comum que realizamos, o tratamento periodontal (raspagem do cálculo supra e subgengival), o valor varia em relação com a gravidade do caso. Em alguns casos, para devolver a saúde odontológica do paciente é necessário cirurgias em gegiva, extrações dentárias, entre outros procedimentos, e esse fato afeta o custo do tratamento. Então, cada caso é um caso e precisa ser cuidadosamente avaliado. Todos os estudos científicos identificam a necessidade e efetividade do tratamento em aumentar a qualidade de vida, a saúde geral e a consequente longevidade do paciente. Luxo? De jeito nenhum! Necessidade! (risos)

"Cavalo dado não se olha os dentes”. Essa afirmação já era? Os equinos também são atendidos pelo profissional dentista veterinário e pela sua função zootécnica, seja de trabalho, lazer ou esporte. A saúde odontológica deve ser observada atentamente, a fim, de que  desempenhe sua total capacidade. Esses pacientes são atendidos semestralmente pelo dentista veterinário, que se desloca até seus clientes como todo o equipamento e instrumental necessário para o tratamento. Alguns pacientes, entretanto, devem estreitar esse período. Como um animais mais próximos do homem, sua saúde odontológica deve sim estar sempre bem cuidada, pois irá refletir na saúde geral e no seu desempenho.

Brasília tem zoológico? Vocês são os responsáveis pelos animais de lá? Sim! Brasília tem um dos melhores zoológicos do Brasil, onde são realizados diversos estudos, conservação e reprodução de espécies domésticas e exóticas. Temos orgulho de ser  a equipe de dentistas que acompanha e atende os animais de lá. Atendemos também o Zoológico de Goiânia e o NEX, conservatório e santuário de grandes felinos localizado a 60 km de Brasília. Nesses casos, na maioria deles, o atendimento é realizado, nas dependências de seu habitat ou muito próximo a ele.

Quais são os problemas mais comuns da saúde bucal nos animais como cães e gato? As doenças mais comuns na boca de cães e gatos são: as fraturas de dentes, os tumores de cavidade oral, as fraturas de mandíbula e maxilar e, principalmente, a Doença Periodontal, conhecida vulgarmente como o "tártaro"- que é a doença Mais prevalente em cães e gatos! Sim! A doença que mais ocorre no meio animal, acometendo 85% dos cães e gatos acima de 3 anos de idade. Os sintomas mais comuns da Doença Periodontal são o mal hálito, a gengivite, a dor ao mastigar e a dificuldade em se alimentar. Importante: normalmente o tártaro é confundido com doença periodontal. Tártaro, geralmente subestimado pelos tutores, é o termo leigo para o acúmulo de sujidades mineralizados sobre a coroa dos dentes. Doença Periodontal é algo mais profundo: trata-se de uma infecção crônica dos tecidos de suporte dos dentes, geralmente responsáveis por infecções sistêmicas que se não devidamente tratadas podem levar a morte do paciente.

E nos cavalos? Exemplo? A odontologia equina, por sua vez, é de suma importância na saúde e no desempenho atlético dos cavalos. Os problemas mais comumente encontrados nos exames orais em cavalos são: a maloclusão, ou seja, um encaixe anormal entre os dentes superiores e inferiores, que pode causar formações pontiagudas pontas de esmalte, que em excesso e mal posicionadas machucam a cavidade oral desses pacientes. Outro problema comum nesses animais é a presença do “dente do lobo”, um elemento dentário vestigial que não tem função na mastigação, mas pode ferir as bochechas, a língua, e/ou entrar em choque com o bridão, podendo ser extremamente desconfortável.

Existe um comportamento de prevenção desses problemas em pets? Essa é polêmica! (risos). Somente a escovação é necessária, você acredita? Nenhum outro produto é necessário. É bem fácil entender isso. Como a doença periodontal é causada pelo acúmulo e organização da placa bacteriana sobre os dentes, removendo-a no início do processo quebra-se esse ciclo e é possível manter-se os dentes saudáveis. 100% dos meus clientes perguntam-me: e a pasta? (risos). Ela não é fundamental. Pode-se usá-la, desde que se use a pasta própria para o uso em animais. Não contém flúor, que é tóxico, não contém sabão, que irrita a mucosa gástrica, e não tem sabores mentolados que não agradam o paladar dos cães e gatos. E os ossinhos? Eles não limpam. Servem para fraturar os dentes! Cuidado! Enxaguante? Também não. Antibiótico, pelo amor de Deus, nunca use sem receita! Pode piorar o quadro de infecção! Mas e aquele produto colorido? Novidade no mercado pet, que promete limpar os dentes em 3 semanas de uso contínuo e que custa quase 300 dinheiros????? Na-na-ni-na-não. Todos os produtos do mercado Pet para saúde odontológica podem ser usados juntos com a escovação e com o objetivo de potencializá-la! Por isso, as chamamos de  coadjuvantes , de auxiliares! Nada substitui a escovação! Nada. Quer uma prova? (risos).  Faça o teste você mesmo! A partir de hoje você não escovará mais os dentes, ok? Ao invés disso, você vai à farmácia, ali na esquina da sua quadra, e vai pedir tudo! Tudo mesmo para higienizar a sua boca, que não seja a boa e velha escova de dentes! Enxaguante, antibiótico, pozinho mágico, gengibre, bala de menta super forte, ossinho, raiz forte, etc, etc etc... Leve tudo para casa, use-os sem moderação e me diz como estará sua vida social dentro de 3 semanas. (risos). Ao contrário disso, use apenas a escova, sem pasta nem nada... Escove apenas, massageando gentilmente por alguns minutos durante o dia. Será o suficiente para manter a sua saúde oral, acredite. Assim como acontece nos seres humanos, o que realmente limpa e mantém os dentes livres da placa causadora da doença periodontal é a fricção mecânica das cerdas com o periodonto. Importante: se o cachorrinho ou gatinho já estiverem com doença periodontal, deve-se procurar tratamento especializado antes de iniciar o processo de escovação. A escovação é o meio de manter os dentes saudáveis, com o tártaro" instalado, somente a instrumentação do dentista é capaz de removê-la, ok?

Quais sintomas são indicativos de que há sim, um problema dessa natureza com o seu pet Dificuldade para se alimentar, mudanças bruscas de comportamento, hemorragia na cavidade oral, inchaços no rosto, mal hálito – que, ao contrário do que se imagina, não é comum nos cães e gatos - são os sintomas mais comuns de que algo errado acontece na boca dos Pets.

A nossa coluna agradece muito a sua especial colaboração para somar credibilidade e alto nível de conteúdo, que é o nosso compromisso. Você pode nos deixar uma mensagem Gostaria de agradecer o espaço. Adoro conversar sobre odontologia veterinária, ofício que exerço com muita paixão, há quinze anos. Recentemente inauguramos, eu e mais 4 sócios: o doutor Dr Marcello Roza, e as doutoras Maria Eduarda, Ana Beatriz e Mariana Piva, a OdontoZoo. É a primeira clínica especializada e exclusiva em odontologia veterinária do Centro-Oeste. Nossa clínica exemplifica o desenvolvimento e a modernização da medicina veterinária nos últimos anos. Hoje, levar o Pet ao dentista, cardiologista, dermatologista, ortopedista, fisioterapeuta, oftalmologista, acupunturista, entre outras especialidades, é mera rotina. Tudo dentro da realidade de quem cuida da saúde e ama seus animais como verdadeiros membros da família.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.