17/01/2019 às 22h11min - Atualizada em 18/01/2019 às 08h44min

Renova Já Uberaba quer mudar a política local

[caption id="attachment_14991" align="aligncenter" width="708"]
Dona Darci, Gildo, Pablo, Jair, Ivone e Vilmar[/caption]

As insatisfações pessoais com as ações políticas praticadas em Uberaba ganharam espaço nas redes sociais e estão cada dia mais intensas.

Criado em outubro de 2018, no Facebook, o Grupo Renova Já Uberaba conta com quase três mil integrantes e tem movimentado as redes sociais com denúncias e cobranças dos poderes Executivo e Legislativo.

Foi na casa da Dona Darci, mãe de um dos integrantes do Renova Já, que o Uberaba Popular foi recebido na tarde desta quinta-feira (17), com pão de queijo e café quentinho.

Na entrevista, de mais de duas horas com cinco integrantes do grupo, ficou claro que os ideais são consonantes e que não falta disposição para cobrar, discutir e planejar uma nova política para a cidade.

Com ideias voltadas, principalmente, para os interesses da sociedade, como saúde e educação, o grupo quer lançar candidatos a vereadores e prefeito no pleito de 2020, através da sigla AVANTE. É que o Renova Já pretende conseguir a nomeação de Comissão Provisória do partido em Uberaba.

[caption id="attachment_14994" align="alignleft" width="193"]
Jair, 60 anos[/caption]

Para Jair Pereira da Silva, um dos fundadores do grupo, o principal objetivo é renovar os personagens que ocupam atualmente os cargos na Câmara de Vereadores e Prefeitura Municipal. “O grupo está crescendo. Tenho certeza que teremos bons nomes para apresentar ao partido no momento certo. Nosso grupo tem desempregados, profissionais liberais, enfermeiros, donas de casas, jovens e velhos. Todos nós queremos a mesma coisa: fazer uma política nova e voltada para os interesses do povo”.

O ex-operador de máquinas pesadas, agora aposentado, conta que o Renova Já Uberaba nasceu da motivação de uma série de acontecimentos que ele mesmo vivenciou quando precisou tratar uma trombose venosa. “Fiquei cinco anos na fila eletrônica e quase perdi a minha perna. Fui vendo que outras pessoas passavam por problemas até piores. Três amigos meus morreram à espera de atendimento”.

Em agosto do ano passado, Jair recebeu apoio do advogado André Janones, de Ituiutaba, que cobrou ações do município em relação aos atendimentos das Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades de Pronto Atendimento (UPA). Janones foi eleito Deputado Federal pelo Avante, com 178.660 votos, e foi o quarto candidato mais bem votado em todo o Estado.

Com diversas postagens e vídeos publicados no Facebook, Jair vem contado os problemas de outras pessoas que enfrentam a mesma dificuldade de acesso aos serviços públicos garantidos por lei a todo cidadão.

“A gente quer solucionar os problemas, que parecem tão simples, mas ao mesmo tempo o poder público dificulta. Tivemos na prestação de contas na Câmara Municipal. Não entendo como os milhões declarados ainda não garantam serviço de qualidade à população e que ainda morre gente nas filhas à espera de atendimento”.

Aos 60 anos, Jair deve lançar o seu nome a candidato à uma cadeira no Legislativo nas próximas eleições. “Temos 14 vereadores omissos que só pensam neles e nos seus interesses. A gente precisa ter lá pessoas comuns, que sofrem, que batalham e que não vão fazer só pra si ou só para um grupo de pessoas”.

Quem são

Aos 22 anos, Pablo Guilherme Costa sabe bem o que quer. Com uma jornada de trabalho de 16 horas por dia, o jovem integrante do Renova Já acredita que é através da educação que a sociedade garantirá os seus direitos.

[caption id="attachment_14995" align="alignleft" width="185"]
Pablo, 22 anos[/caption]

Morador do Bairro Residencial 2000, Pablo conta que o local está esquecido e cada dia mais marginalizado. “Vejo crianças de 10, 11 anos se entregando ao crime, sem expectativa de nada na vida”.

O tio de Pablo morreu há nove meses, aos 32 anos. A família acredita que a demora no atendimento, após um acidente de moto, custou a sua vida. “Não temos uma ambulância no bairro, não temos polícia. É um local esquecido pelos políticos, ou melhor, só lembrado a cada quatro anos”.

O assistente de manutenção viu ainda a sobrinha de três anos quase morrer engasgada. Pablo e a esposa tiveram que levar a menina de moto até o hospital. “Isso obriga a gente a tomar atitude. Tenho acompanhado a luta do “seu” Jair e sei que juntos podemos melhorar essas coisas”.

Pablo não pretende seguir carreira política de imediato, sabe que tem muito a aprender para se tornar representante do povo, mas vai lutar para não ser discriminado por morar na periferia. “Mandei 30 currículos para uma empresa. Nunca me ligaram. Tive que mudar o endereço. Coloquei o nome da rua da minha avó no currículo e só então fui chamado. Sofro discriminação por morar no Residencial 2000”.

Foi a saúde da mãe, de 84 anos, que motivou a beneficiária do INSS, Ivone Rodovalho, a integrar o Renova Já Uberaba. “Ela sofre de Alzheimer e tem que acordar 4 horas da manhã pra conseguir uma consulta. É difícil ver isso”.

[caption id="attachment_14993" align="alignright" width="193"]
Ivone, 49 anos[/caption]

Afastada do trabalho, Ivone sofre de depressão e há um ano e meio desenvolveu a psoríase - doença causada por fatores psicológicos - e desde que perdeu o convênio com o plano de saúde tem enfrentado as dificuldades de ser paciente do Sistema Único de Saúde (SUS). Aos 49 anos e com a saúde comprometida, ela garante que não medirá esforços para comparecer às reuniões do grupo, para apoiar as ações e garantir que a mudança tenha início. “A gente precisa ter coragem e atitude se quiser mudar o sistema”.

O Gildo Alves é horticultor. A horta em casa garante o sustento da família, mas não a sua tranquilidade. Pai de duas filhas adolescentes, de 12 e 14 anos, ele também pretende trabalhar por uma cidade melhor para elas.

“Quando a minha mãe morreu, há quatro anos e meio, pensei em sair de Uberaba. Estava revoltado com tudo. Ela enfrentou tanta espera, tanta demora, tanto descaso quando ficou doente, que não queria mais morar aqui. Depois eu vi um vídeo do Paulo Piau falando que os coxinhas que se retirassem e pensei que não podia largar a minha vida, a minha casa e ir embora por conta da má administração deles”.

[caption id="attachment_14996" align="alignleft" width="206"]
Gildo, 41 anos[/caption]

Gildo viu a mãe, que sofria com problemas no coração, enfrentar um câncer de mama, ter a saúde debilitada e passar horas esperando atendimento em postos de saúde.

Essa foi a motivação para integrar o Renova Já Uberaba e brigar pelos direitos básicos do povo. “Uma vez tive que ser agressivo no Hospital Hélio Angotti. Acabei brigando com uma atendente, mas conseguindo o atendimento para a minha mãe. Descobri que a gente ganha muita coisa no grito sim. O que não pode é ficar parado, vendo esses políticos fazer a gente de bobo”.

Vilmar Tavares tem 38 anos e, também, é um dos fundadores do Renova Já Uberaba. O funcionário público estadual complementa a renda como motorista por aplicativos e garante que quer lutar para que as decisões erradas dos políticos não prejudiquem a população. “Vereador tem que trabalhar pela população. Não é só para o bairro onde ele nasceu. Em Uberaba tem vários que são assim, só brigam por causas próprias. Esse tipo de política precisa mudar. O momento é de renovação, de novas ideias, de gente trabalhando pelo povo”.

[caption id="attachment_14992" align="alignright" width="192"]
Vilmar, 38 anos[/caption]

Segundo ele, é inadmissível o reajuste praticado com a revisão da planta genérica de valores, aprovada pela Câmara Municipal, com índices de até 60% impactados diretamente no IPTU.

Vilmar também é contra a terceirização do estacionamento rotativo. Lembrou que o sistema Área Azul funcionou durante anos na cidade com o repasse dos valores arrecadados para os adolescentes do Departamento do Bem-Estar do Menor, o PROBEM. “O valor era simbólico e beneficiava muitos adolescentes com trabalho e cursos. Isso sim é o correto. Não pagar uma empresa de Brasília para arrecadar dinheiro aqui e consumir em outro lugar”.

Próximos Passos

Os integrantes do Renova Já Uberaba estudam a formalização o grupo como empresa, o que ajudaria na arrecadação voluntária de recursos para ampliar as ações do movimento. “Abrir um CNPJ para recebermos doações com transparência e prestação de contas aos voluntários e à população de modo geral”, destacou Jair.

No mês que vem, o movimento espera conseguir a nomeação de Comissão Provisória do Partido Avante, o mesmo do deputado federal André Janones, e já trabalhar com possíveis nomes para os cargos eletivos.

Quanto ao estacionamento rotativo, não houve nenhuma manifestação do grupo, mas há a indicação de boicote aos integrantes para não utilizarem o serviço.

Ainda está sendo organizada uma manifestação na porta da residência do prefeito de Uberaba, Paulo Piau. O intuito é cobrar a reversão de decisões tomadas que, segundo os integrantes do Renova Já, só prejudicam os uberabenses.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.