11/01/2019 às 15h37min - Atualizada em 11/01/2019 às 15h59min

Fim de férias para os pets também!

Muita gente voltando ao trabalho no início do ano e, consequentemente, os pets ficando por longos tempos longe dos donos e, muitas vezes, sozinhos.

“Temos que pensar nos cães e gatos como crianças que ficam em casa. Os gatos são mais independentes, mas isso não significa que os cuidados são menores. É preciso limitar alguns acessos, passar produtos de limpeza e plantas para o alto e, se possível, distrair o animal com brinquedos e, inclusive, treiná-lo”, afirma o médico veterinário Mário Marcondes.

Solidão Além dos perigos físicos, cães e gatos, em diferentes graus, sofrem com a solidão. Para os cachorros, animais extremamente sociáveis, longos períodos de isolamento podem trazer tristeza e stress. Alguns gatos também enfrentam problemas devido à ausência dos proprietários. Comportamentos como se coçar ou se lamber até que a pele fique ferida e miar ou latir o dia todo podem indicar que seu animal não está muito saudável: a síndrome da ansiedade da separação está se tornando um transtorno cada vez mais comum entre os animais domésticos.

Transtorno “Um estudo da pesquisadora americana Debra Horwitz mostra que 20% a 40% dos atendimentos veterinários feitos por especialistas em comportamento animal, hoje em dia, são decorrentes desse transtorno. Mas, se os sintomas forem percebidos no início, existem maneiras bem simples para ajudar o bicho a superar o problema”, afirma a especialista em comportamento animal Carolina Rocha.

Um bom passeio “Algumas maneiras de ajudá-lo a vencer a ansiedade é sair para passear por 30 minutos com o cão, o que fará com que ele gaste energias e durma mais durante o período em que fica sozinho. Outra dica é espalhar muitos brinquedos na casa, assim ele não vai morder o sofá, mas os brinquedos”, diz a especialista. Também é possível treiná-lo: o dono se arruma, faz o ritual de saída, mas fica em casa. Isso quebra a ansiedade do animal e o ajuda a se acostumar. Outro método é fazer saídas rápidas e ir aumentando a duração do período fora de casa. Ao chegar, a dica é ignorar o animal até que ele se acalme. Com gatos, a estratégia é cansá-lo: basta brincar durante 20 minutos com ele para garantir que ele durma por períodos mais longos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.