27/09/2016 às 22h09min - Atualizada em 27/09/2016 às 22h09min

Exposição fotográfica incentiva doação de medula óssea

As fotos espalhadas pelo mall do shopping Uberaba revelam a outra face de quem enfrenta um câncer. Por instantes eternizados nas imagens, em vez de dor, está a alegria, em vez da dúvida, está o olhar de esperança. São dez painéis fotográficos.

[caption id="attachment_2139" align="alignleft" width="300"]
Bruno Rabelo é um dos três fotógrafos convidados para registrar os momentos.

Bruno Rabelo é um dos três fotógrafos convidados para registrar os momentos.

Bruno Rabelo é um dos três fotógrafos convidados para registrar os momentos.[/caption]

Bruno Rabelo é um dos três fotógrafos convidados para registrar os momentos. “ Eu pude aprender muito como profissional e como ser humano, pois mesmo com toda dificuldade, essas pessoas tem alegria de viver, eu gosto de captar emoção das pessoas e foi realmente emocionante ver o resultado”, contou o fotógrafo.

São personagens da vida real, jovens, crianças, idosos. Pesso s que venceram ou ainda enfrentam o câncer e aceitaram contar suas histórias por meio da fotografia. A iniciativa é da ONG Palhamédicos do Senhor, fundada em 29 de dezembro de 2012. Os voluntários se vestem de palhaços e visitam pacientes em tratamentos nos hospitais da cidade, além de promover campanhas de conscientização durante todo o ano. “Esse projeto é de um fotógrafo de Bertioga que faleceu há um ano com leucemia, fizemos uma adaptação para mostrar o dia  a dia dos pacientes” esclarece Patrícia Helena Oliveira, presidente e fundadora da ONG. [caption id="attachment_2137" align="alignright" width="300"]
Patrícia Helena Oliveira, presidente e fundadora da ONG Palhamédicos do Senhor.

Patrícia Helena Oliveira, presidente e fundadora da ONG Palhamédicos do Senhor.

Patrícia Helena Oliveira, presidente e fundadora da ONG Palhamédicos do Senhor.[/caption] Um dos grandes problemas enfrentados por hemocentros de todo país e por pessoas que precisam de uma medula para sobreviver é a desistência dos doadores,  ou quando essas pessoas compatíveis não são localizadas. É que segundo os médicos as chances de compatibilidade são de uma a cada cem mil doações, por isso a importância de manter o cadastro atualizado e de não voltar atrás na decisão que pode manter sorrisos. Uma realidade que emociona quem convive diariamente com a esperança de um recomeço. “Gostaríamos de sensibilizar as pessoas de que estão salvando mais que uma vida, estão salvando uma família inteira; temos casos de pessoas que se prontificaram a doar e desistiram na última hora, então se não for para doar, não crie essa esperança com o cadastro”, disse Patrícia. Mais de mil pessoas estão na fila para um transplante de medula óssea no Brasil. Dados do REDOME, o Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea, mostram que Uberaba tem hoje, entre 15 e 20 mil doadores. Os dados no Brasil também são positivos.  Em 2014 eram 3,5 milhões de doadores cadastrados. Ano passado o número subiu para 3,8 milhões. Até abril desse ano o número de doadores de medula óssea já ultrapassava 3,9 milhões voluntários. O Brasil só perde para Alemanha e Estados Unidos em número de doadores cadastrados. [caption id="attachment_2138" align="alignleft" width="251"]
lohanna-gutierrez-raspou-a-cabeca-em-apoio-a-uma-amiga-que-esta-em-tratamento-contra-o-cancer

lohanna-gutierrez-raspou-a-cabeca-em-apoio-a-uma-amiga-que-esta-em-tratamento-contra-o-cancer

Lohanna Gutierrez decidiu tomar uma atitude em apoio e respeito a uma amiga que enfrenta o tratamento de combate à doença.[/caption] Foi estudando um pouco mais sobre o universo do câncer e se sensibilizando com a causa, que a estudante de medicina Lohanna  Gutierrez decidiu tomar uma atitude em apoio e respeito a uma amiga que enfrenta o tratamento de combate à doença. Lohanna raspou a cabeça. “Porque a gente espera tanto para ajudar as pessoas, eu ganhei uma amiga e tenho a felicidade de poder contar a história dela e poder ajudar, essa é a verdadeira lição de um paciente com câncer, entender que sozinho não é possível sobreviver”. Um gesto simbólico,  que no final das contas, só reforça a necessidade de solidariedade, desprendimento e coragem para superar a doença. A exposição fotográfica Click Solidário, permanecerá no shopping Uberaba até o dia 2 de outubro. O shopping também disponibilizou espaço para que a ONG possa orientar os interessados a respeito dos procedimentos para a doação.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.