26/09/2016 às 17h13min - Atualizada em 26/09/2016 às 17h13min

Vídeo de suposto oferecimento de vantagem financeira gera polêmica na Internet

A coligação “Compromisso por Uberaba” representou criminalmente contra o candidato a reeleição para prefeito da coligação “Somos Todos Uberaba”, após um vídeo divulgado nas redes sociais, mostrar um suposto oferecimento de vantagem financeira em troca de desistência política a uma candidata a vereadora.

Nas imagens gravadas no último dia 17 de setembro, um empresário do ramo imobiliário aparece em conversa com uma candidata a vereadora. No conteúdo que circula na internet, o empresário oferece um cargo e um terreno no valor de R$50 mil, caso a candidata abandone a disputa política. O empresário diz nas imagens que teve autorização do candidato a reeleição pela prefeitura, para fazer a proposta. O vídeo gerou polêmica.

A candidata que aparece nas imagens divulgou um vídeo na internet falando sobre o caso. Ela afirma que a proposta foi feita com intuito de enfraquecer a coligação que ela representa, já que a cada mulher tirada do partido, dois homens precisam abandonar a coligação. “Estou indignada, muito triste. É pela verdade que vou continuar, de forma nenhuma vou andar pela mentira e me corromper”, disse.

O empresário que supostamente teria feito a proposta também publicou um conteúdo nas redes sociais falando a respeito das gravações. De acordo com ele, a conversa com a candidata ocorreu informalmente e que as imagens divulgadas foram manipuladas. Segundo o empresário, ele foi questionado pela candidata a vereadora o que ela receberia em troca de uma possível desistência da candidatura. “O vídeo foi editado, não mostra toda a fala. Estou com duas procurações para acionar civil e criminalmente a candidata a vereadora e candidato a prefeito da coligação que ela integra”, disse o empresário.

A assessoria de Comunicação da coligação “Somos Todos Uberaba” informou que o Corpo Jurídico não se manifestou porque não foi comunicado oficialmente de nada relacionado ao caso, mas vai fazer a defesa naturalmente no prazo legal, se for citado.

Em nota, a  Coligação “Somos Todos Uberaba” ainda esclareceu que repudia qualquer tentativa de burlar o processo eleitoral, seja na eleição de vereadores ou majoritária.

Confira nota na íntegra:

“ A campanha repudia veementemente qualquer tentativa de burlar o processo eleitoral seja na eleição de vereadores ou majoritária. Isso não condiz com a história e tão pouco com a conduta ética e moral de nossos candidatos. Da mesma forma repudia a edição de vídeos, as armadilhas e armações. A disputa entre partidos de candidatos a vereador não tem relação alguma com a campanha majoritária. Nenhum presidente de partido político ou quem quer seja está autorizado a falar em nome do candidato. Por ordem direta do candidato, todas as medidas jurídicas já estão sendo tomadas para se apurar responsabilidades e punir eventuais culpados de todos os lados. Atos isolados não podem macular todo um processo limpo, justo e correto. Não temos compromisso com o erro. Nessa reta final os ataques se intensificaram, mas a comunidade sabe diferenciar o que é verdade do que é mentira. O que é fato, do que é farsa. Em respeito à Uberaba, a campanha de Paulo Piau e Ripposati não vai revidar agressões, vai continuar como começou, limpa, transparente e correta. A coordenação”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.