21/07/2017 às 17h05min - Atualizada em 21/07/2017 às 17h05min

Posturas descarta produtos falsificados apreendidos nas fiscalizações

Quase seis mil mídias pirateadas entre CDs e DVDs, centenas de óculos de sol, armas de brinquedo, letreiros e dezenas de rolos com linha de pipa contendo cerol. O material acumulado deixado na manhã desta sexta-feira (21), no pátio da Secretaria de Trânsito e Transportes é resultado da fiscalização feita desde dezembro, pelo Departamento de

Posturas no centro da cidade. “As fiscalizações hoje estão concentradas na região do calçadão da rua Arthur Machado, o grande gargalo hoje desse problema; a legislação municipal não permite o comércio ambulante no centro, mas em contrapartida oferece oportunidade para que o trabalhador possa se formalizar”, explica Renê Inácio de Freitas,  diretor do Departamento.

O material foi destruído hoje com um rolo compressor.  A medida é adotada para que não haja desvio dos produtos recolhidos.

O que sobra dos produtos destruídos é recolhido por uma cooperativa que trabalha com materiais recicláveis. Quando a apreensão envolve roupas e alimentos próprios para o consumo o departamento de posturas faz doações para entidades sociais e o banco de alimentos da prefeitura.

Ainda de acordo com Renê Inácio, por ser pirata, e sem procedência é crime comercializar e consumir qualquer tipo de item falsificado. “Ele não pode retornar para sociedade, mesmo que o comerciante tenha autorização não pode vender, ele ainda corre o risco de perder a licença que lhe foi dada para trabalhar”.


Link
Notícias Relacionadas »
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.