11/07/2017 às 20h50min - Atualizada em 11/07/2017 às 20h50min

Desempregado entrega currículo em porta de banco e pede oportunidade

Desempregado, com as contas apertando e um filho de dez meses para criar, o uberabense Celso Adriano Barbosa pede uma oportunidade e até em porta de banco está entregando currículo. Na noite desta terça-feira (11), na porta de uma agência no bairro São Benedito, ele aproveitou o movimento intenso nos caixas eletrônicos para abordar os clientes que chegavam e tentar deixar seu currículo para ver se conseguia um emprego ou, quem sabe, pelo menos uma indicação.

Enquanto pedia também um trocado, ele conversou com a reportagem do UP e disse que, ultimamente, só tem feito “bicos” para arranjar algum dinheiro. “Faz mais de quinze anos que não tenho carteira assinada. Eu trabalhava em mototaxi, mas era informal, depois que regularizaram, não continuei. Mas não fico parado, não, faço meus ‘corres’ todo dia, ando o dia inteiro. Saio vendendo jujuba e vou deixando currículo. Deixo uns 30, 40 por dia. Já entreguei mais de 400 currículos e até hoje nem para uma entrevista me chamaram”, afirma.

Agora com um filho pequeno, Celso, de 38 anos, viu as despesas aumentarem. “Só não pago aluguel porque moro onde era um alojamento, o responsável pediu pra gente ficar lá tomando conta, pra não invadirem”, conta.

No currículo, experiência como cobrador, frentista, caixa, atendente. Mas ele não escolhe serviço. “Não tenho medo de trabalhar. Só preciso de uma chance”, conclui.

Quem puder ajudar o Celso, os telefones de contato são: 9.9791-9112 ou, para recados, 9.9995-2600 ou 9.9775-7252.


Link
Notícias Relacionadas »
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.