03/07/2017 às 21h35min - Atualizada em 03/07/2017 às 21h35min

Estação monitora clima e informações ficam disponíveis na internet

Um radiômetro para medir a radiação dos raios ultravioletas. Um pluviômetro para medir o nível das chuvas e um tanque para análise da evaporação da água. No topo de um mastro o anemômetro mede a velocidade e aponta em que direção o vento está. São nomes talvez um tanto incomuns, mas toda essa parafernália montada em uma das unidades da Universidade Federal do Triângulo Mineiro, a UFTM, integram uma estação de monitoramento climatológico.

A engenheira ambiental e professora Patrícia Diniz explica que na estação há sensores capazes de captar dados sobre temperatura, umidade, pressão atmosférica, vento e chuva em tempo real. “A estação foi instalada após uma parceria entre a Universidade e o INMET, Instituto Nacional de Meteorologia. Os dados sobre o clima são coletados a cada 15 segundos e enviados para o sistema nacional; um programa de computador armazena os dados e essas informações, vão por meio de uma antena, via satélite”.

Antes, todo o processo gerava custos, mas agora o sistema é autossustentável, e conta inclusive com um painel solar.

O estudante de engenharia Cristiano Ribeiro conta que a estação vai possibilitar a ampliação de estudos do programa de extensão universitária de monitoramento do clima. “A estação fica próximo das salas e depois de aprender a teoria, teremos a oportunidade de colocar a mão na massa”.

Já o estudante Higor Garcia está preocupado com planejamento ambiental e problemas causados por enchentes e alagamentos em Uberaba. “Os dados de tempo e clima ainda podem ser utilizados para tomada de decisão por órgãos como a Defesa Civil. A estação também vai possibilitar várias pesquisas nas áreas de saúde, ecologia e biologia, hidrologia”.

A comunidade pode se beneficiar com a disponibilidade dos dados e o monitoramento contínuo que ficará disponível na internet. “As informações sobre o monitoramento climatológico em Uberaba estarão no site da universidade que é o www.uftm.edu.br/monitoramentodoclima, ainda queremos fazer palestras e promover cursos e discussões em que o público participe”, finaliza a estudante Carolina Inada.


Link
Notícias Relacionadas »
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.