19/06/2017 às 21h05min - Atualizada em 19/06/2017 às 21h05min

Cohagra retoma casas invadidas no residencial Rio de Janeiro

Equipes da Companhia Habitacional do Vale do rio Grande, a Cohagra, iniciaram a retomada de casas irregulares no bairro Residencial Rio de Janeiro, na manhã desta segunda-feira (19).

Acompanhadas pela Polícia Militar, os fiscais foram até os endereços para comunicar as pessoas da de que elas tinham que deixar de imediato os imóveis invadidos. Conforme as regras do programa habitacional do governo federal "Minha Casa, Minha Vida", quem invade uma unidade é excluído do programa e perde o direito à casa.

Marcos Acácio, superintendente da Cohagra esclarece que a pessoa que comprou a casa tem direito de posse e não pode ser prejudicada por invasores. “Uma determinação do Ministério das Cidades é a perda do benefício para quem invade as unidades, é um ato ilegal mas tentamos evitar tumulto e alojá-las em outros locais, mas elas precisam sair”.

Em maio, a Cohagra realizou uma fiscalização no bairro e constatou que das 1.400 casas entregues, 228 estavam irregulares, vazias, abandonadas ou ainda foram alugadas ou emprestadas a terceiros.

A fiscalização foi feita com auxílio do sistema de QR-Code, em formato de código de barras bidimensional, que armazena os dados dos mutuários de cada residência. As informações foram checadas por fiscais e mostraram incompatibilidade entre o nome dos atuais moradores e os reais proprietários das casas.

Em Uberaba, aproximadamente 25 mil pessoas estão inscritas no cadastro para adesão a programas habitacionais.

Todas as famílias que haviam invadido, deixaram os imóveis.  Durante a reintegração de posse, uma mulher foi levada para a delegacia por desacato. Prestou depoimento e foi liberada. Segundo a Cohagra, ela foi contemplada com um imóvel, mesmo assim, invadiu a casa para a irmã, nesse caso, de acordo com a Companhia, ambas perdem o direito sobre as unidades.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.