16/06/2017 às 16h29min - Atualizada em 16/06/2017 às 16h29min

A torcida abraça o Uberaba Sport

Seria a primeira vez em que o time sentiria a força de sua torcida. Na chamada de “Campanha do Cimento”, diversos torcedores arregaçaram as mangas e reuniram um valor para construção de arquibancadas de concreto no estádio. Em pouco tempo, os torcedores conseguiram angariar fundos e como comemoração (e para sanar de vez as dívidas) foi organizada uma partida entre o Uberaba Sport e um combinado de estudantes do Marista Diocesano – berço do futebol na cidade.

Contando com alguns jogadores do recém-fundado Independente, o Marista vendeu caro a derrota. O Uberaba, liderado pelo craque Juca Pato, venceu o amistoso por 5 a 3.

De casa nova e já contando com uma fiel torcida, em poucos anos o USC passaria a jogar o Campeonato Mineiro, mandando no Boulanger Pucci jogos memoráveis contra Cruzeiro, Atlético e América. Travou ali, também, diversos duelos contra o Independente e com o clube que viria a ser seu maior rival, o Nacional, criado em 1944. O Uberaba Sport passou a ser temido dentro de seus domínios e o charmoso estádio era elogiado por quem ali passava. Faltava apenas iluminar sua casa.

Assim como na inauguração das arquibancadas, a apresentação dos refletores ao público, em 2 de novembro de 1953, seria em grande estilo. A equipe convidada dessa vez foi o Palmeiras, vice-campeão paulista daquele ano, que trouxe em sua delegação nomes conhecidos como o goleiro Oberdan, Rodrigues, e o craque Jair da Rosa Pinto. Com as equipes perfiladas, após a execução do hino nacional pela banda local, o bispo de Uberaba, Dom Alexandre Gonçalves Amaral, percorreu o gramado, jogando água benta nas torres de iluminação.

A partida foi apitada pelo cartola Nenê Mamá, que anulou um gol do meia-atacante Tati, dizendo que “não viu” o lance do jogador do Uberaba. Assim, o USC acabou perdendo por 3 a 2.

O estádio Boulanger Pucci recebeu os jogos do Uberaba Sport até a década de 70, quando foi inaugurado o estádio Engenheiro João Guido, o Uberabão. O USC ainda permaneceu usando sua “casa” para treinamentos até 2009, quando acabou despejado por dívidas acumuladas.

Hoje, o antigo estádio serve como estacionamento de um supermercado local. O vermelho das paredes está desbotado, as arquibancadas destruídas e no campo nem grama cresce mais.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.