21/09/2016 às 22h28min - Atualizada em 21/09/2016 às 22h28min

Casa de Artes e Ofício Paulo Sousa Lima

A Casa de Artes e Ofícios Paulo Sousa Lima é um casarão histórico, com quase cem anos, localizado na Praça Comendador Quintino. Um local informal, de convergência e convivência de amigos, artistas e pessoas interessadas no universo da arte e cultura, a Casa de Artes e Ofícios Paulo Sousa Lima é mantida por pessoas cujo interesse comum é o mundo das artes.

Voluntários, como o grupo Literário Cupim, se uniriam e contribuem para criar um ambiente cultural. Ponto de encontro para apreciar e falar sobre literatura, cinema e outras artes, para trocar ideias, pensar, compartilhar as novidades e circular informações. Também é um local de estudo e acolhida para aqueles que precisam de silêncio e aconchego para sua produção intelectual. É simplesmente uma casa aberta para receber os amigos.

A construção histórica que abriga a Casa de Artes e Ofícios Paulo de Souza Lima é preservada e mantida pelo esforço e dedicação de pessoas comuns. Um ambiente comunitário informal, onde amigos com ideias afins se encontram para trocar experiências sobre literatura, música, teatro e artes em geral. Enfim, um ponto de convergência, encontro e diálogo para o fomento da criação acadêmica e artística.


Quem foi Paulo Sousa Lima?

Paulo Sousa Lima trabalhou como economista e professor. Foi um desenhista e entusiasta das artes, que residiu em Uberaba nas décadas de sessenta e setenta. Paulo morou no casarão, onde promovia diversas movimentações culturais. Por tais razões, o arquiteto, decorador, cenógrafo e escritor Demilton Dib, proprietário do imóvel, fundou, em 2014, a Casa de Artes e Ofícios Paulo Sousa Lima.


Tem Cupim na casa!

Em uma das propostas mais interessantes do modernismo brasileiro do início do século passado o poeta e escritor brasileiro Oswald de Andrade propôs que a cultura brasileira funcionava a partir da antropofagia. Assim, nós brasileiros, no processo de devorar outras culturas terminaríamos criando uma cultura original. Os cupins representam essa peculiaridade brasileira porque, ao mesmo tempo, são exímios devoradores e criadores.

O movimento cultural Cupim Literário parte desse princípio para produzir e incentivar a produção literária e artística em Uberaba e região. O grupo composto pela escritora Fernanda Coelho e os escritores Bruno Nogueira, João Flávio Thomazelli, Marcus Oliveira, Nicollas Ranieri, Tiago de Melo Andrade e Zé Alfredo Ciabotti, atualmente ocupa a Casa de Artes e Ofícios Paulo de Sousa Lima, que fica na Praça Comendador Quintino, 162. Na casa, os cupins devoram apenas cultura, preservando a belíssima arquitetura do casarão construído nos anos 1910. O local, durante a semana, funciona como um espaço aberto à criação, sendo ocupado pelos cupins para a produção e escrita de suas obras.

Nos finais de semana, os cupins saem da toca e abrem as portas da casa para o público em saraus, exibições de filmes e venda de livros.

Os eventos na casa ocorrem quinzenalmente na casa e são pensados para diversos tipos de público, inclusive para crianças e adolescentes. Para conhecer mais e interagir com o grupo, basta acessar a página Cupim Literário no Facebook e entrar dentro do cupinzeiro.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.