26/04/2017 às 22h24min - Atualizada em 26/04/2017 às 22h24min

Polícia Civil investiga furtos de peças de bronze em cemitérios

Um metro e sessenta centímetros. Esse é o cumprimento da escultura de bronze que foi furtada de um dos túmulos do cemitério São João Batista, em Uberaba. Da imagem, restou a lembrança na fotografia que já foi capa de jornal no dia de finados.

A peça veio importada da Itália, para uma homenagem póstuma há avó falecida do comerciante Osório Ferreira de Oliveira Neto. Mas como uma escultura com mais de 50 quilos de bronze foi levada sem que ninguém percebesse? É a pergunta que o comerciante tem feito após o furto. Para a família o drama vai além do prejuízo, a perda é sentimental. “É inadmissível que isso tenha acontecido, estamos muito chateados e constrangidos com a situação. É um valor sentimental incalculável e uma sensação de impotência”.

A família também reclama da falta de iluminação e segurança no cemitério.

O também comerciante Osório Vítor Cardoso de Oliveira conta que a noite a situação é lamentável com pouca luz e a presença inclusive, de usuário de drogas. “É um local muito vulnerável, qualquer um consegue acesso e o pior é que até pessoas de má índole entram aqui, não há guardas nem qualquer pessoa que possa fiscalizar quem entre e sai”.

Segundo a polícia, as peças mais visadas geralmente são argolas de bronze e imagens religiosas.

Uberaba não é a única cidade a sofrer com esse tipo de violência.  Em agosto do ano passado, cerca de 100 túmulos foram alvo de furtos na cidade de Sacramento. Cerca de 300 quilos de bronze foram levados do cemitério. Heli Andrade, delegado chefe do 5º Departamento de Polícia Civil acredita na atuação de uma quadrilha especializada na região. “Nós estamos investigando porque eles parecem saber onde as peças mais valiosas ficam, e estão agindo em outras cidades da região. Nossas investigações estão bem adiantadas e logo teremos uma resposta sobre esses casos”.

Quanto a falta de iluminação e segurança, Fábio Apolinário, diretor de Limpeza e Serviços Urbanos diz que a prefeitura já tem um projeto de melhorias para o cemitério, mas não há data para início das mudanças. “Já estamos estudando há algum tempo uma maneira de garantir mais segurança para quem vai aos cemitérios visitar entes queridos e para evitar esses furtos, mas ainda estamos na fase de pesquisa, não posso determinar uma data para início da implantação”.


Link
Notícias Relacionadas »
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.