12/04/2017 às 21h40min - Atualizada em 12/04/2017 às 21h40min

Ainda que na aparência do bem, o mal é sempre mal

Talvez muitos não saibam, mas se você tentar ajudar uma borboleta a sair do casulo, ou até mesmo um pintinho a sair do ovo, você estará lhe roubando uma luta necessária para que esse ser cresça, e se desenvolva de forma forte e saudável. A delicadeza e a fragilidade, nós impulsiona a um comportamento protetor! Porém fatal ao ser...

O sofrimento e as dificuldades, se fazem necessários para que possamos adquirir a resistência, e o condicionamento para viver as adversidades da vida.

Pais superprotetores confundem os seus limites, pecam pelo excesso, e roubam as oportunidades de experiências dos seus filhos. Erram até mesmo quando deixam de expor os seus filhos, a brincarem na terra e com animais, que estimularão a sua resistência imunológica, sendo este fato muito importante na fase adulta.

Quando morre o cachorrinho da criança, no outro dia já aparecem com outro muito semelhante. Como se fosse possível substituir o ser que morreu desta forma...

Na escola o professor nunca têm razão. A preguiça reina, e os jovens de hoje quase não estudam. Têm uma energia descomunal para farrear, mas trabalhar é um ato desumano.

Ajudar nas tarefas da casa é humilhante...

A exploração financeira e sentimental aos responsáveis não têm limites. Porque não conheceram limites.

E quando os pais não erram pelo excesso, erram pela ausência, tentando comprar o seu tempo ausente, sendo muito flexíveis. Infelizmente o comportamento dos pais superprotetores trazem graves consequências...

Pesquisas recentes, demonstram que na faixa etária dos 15 aos 29 anos, somente acidentes de trânsito, matam mais que os suicídios..

Os jovens quando chegam na fase adulta, são inseguros, não sabem lidar com o fim dos relacionamentos, se revoltam facilmente por não terem os bens materiais que gostariam. E os seus pais, por mais que queiram, já não conseguem proteger os seus bebês. A vida lhes exigem um pouco mais...

Sem a força necessária para lidar com as provas da vida, tendem facilmente para o uso de bebidas alcoólicas, cigarros, antidepressivos, calmantes e entorpecentes...

Com isso temos a geração de crianças superprotegidas, crescendo em confinamento, sem poderem viver as experiências necessárias, ou vivendo todas as experiências sem nenhuma supervisão...

O mundo mudou. Hoje as crianças são muito mais inteligentes, e exigem muito mais dos pais.

Neste conceito, duas observações são importantes: A religião quando apresentada de forma natural e sem imposição, pode se tornar uma grande aliada no amadurecimento dos jovens.

E pesquisadores associam inúmeros distúrbios emocionais, ao uso excessivo das redes sociais...

Como não existem ex-filhos! A omissão e a passividade dos pais, serão dissabores para toda uma vida...

Permita que o seu filho cresça. Seja a sua sombra. Mas nunca impeça que a luz chegue até ele. Cada pedra que você retira do caminho dele, você o deixa mais fraco. Nem o próprio Deus, exemplo máximo de amor, não age sendo superprotetor...

Você hoje se preocupa com o futuro emocional do seu filho?

Você não está só!

Um forte abraço!


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.