06/04/2017 às 20h18min - Atualizada em 06/04/2017 às 20h18min

Dona de casa é atropelada na calçada de casa

Cinco dias após o susto que passou, a dona de casa Regina Francisca Holanda ainda se recupera dos hematomas que ficaram no corpo, após ela ser vítima de um atropelamento. “Já tirei o colar cervical, estou com algumas dores, e um roxos, mas estou bem, viva, graças a Deus”.

No último domingo (2), quando estava sentada em uma cadeira,  próximo a calçada do imóvel onde vive com o esposo e o filho, e conversava ao celular com um sobrinha que mora no interior de São Paulo, Regina foi atingida por um carro desgovernado. “Não vi o carro se aproximando, quando percebi tinha sido atingida, pensei em Deus, no meu filho, meu esposo, depois desmaiei”.

Walter Luis da Silva, o esposo de Regina, disse que escutou um forte barulho, mas não imaginou que a mulher havia acabado de ser atropelada. O imóvel fica no Conjunto habitacional Rio de Janeiro. A família se mudou há 13 dias. “Estava assistindo um jogo de futebol, mas fez um barulho tão forte, quando fui ver, tinha um carro prensando a minha mulher contra a parede”.

O acidente foi provocado por um condutor inabilitado. A motorista que possui carteira de habilitação estava no banco do passageiro, ensinando o homem de 50 anos a dirigir. Durante uma manobra, ele perdeu o controle do carro que, desgovernado, atingiu a dona de casa.

O mau tempo tem sido uma ameaça para a família por conta dos estragos e rachaduras. Para evitar que a água da chuva entre na casa, a família colocou um plástico cobrindo os tijolos. O casal tem pressa e espera que o problema seja resolvido o mais rápido possível. “Estou desempregado, acabamos de nos mudar, como vou fazer, eu só queria que resolvessem logo”, concluiu Walter.

A polícia esteve no local e registrou um boletim de ocorrência. O caso está sendo investigado na delegacia de trânsito.

O condutor inabilitado não quis gravar entrevista, mas se comprometeu a consertar o estrago na casa de Regina.

Segundo o Código de Trânsito Brasileiro, dirigir sem carteira de habilitação é considerado uma infração gravíssima. Além de multa no valor de R$880,41, o condutor tem o veículo retido. Quando oferece o chamado perigo de dano, colocando em risco algo ou a vida de alguém, o caso pode se transformar em crime de trânsito. A pena é de seis meses a um ano de detenção.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.