03/04/2017 às 14h32min - Atualizada em 03/04/2017 às 14h32min

Wantuil minimiza insatisfação de Eskilo, substituído mais uma vez

O atacante Douglas Eskilo é o jogador do USC mais vezes substituído durante os jogos no Mineiro Módulo II. Claramente insatisfeito ao sair na última partida, sábado, contra o Patrocinense, Eskilo deixou o campo e foi pro banco sem olhar para o técnico Wantuil Rodrigues, que ficou encarando o atleta até ele sentar.

No domingo, mais calmo, o atacante falou sobre o assunto. “É o calor do jogo. Sempre procurei ajudar a equipe nos 90 minutos, e ser substituído, pra mim, quer dizer que vou deixar de ajudar naquele momento”, declarou Eskilo ao UP/REPLAY.

O treinador do Uberaba não deu muita importância para a história e disse que é bom ver que o atleta não gosta de ser substituído. “Gosto disso. O jogador, quando quer jogar, é bom. Isso mostra que ele está a fim de jogar e que vai nos ajudar, como já nos ajudou muito. Cabe a ele jogar e a mim dirigir, isso não me preocupa”.

Apesar de contrariado, o atacante elogia o trabalho do técnico do Colorado. “Tenho que respeitar, entender que o treinador faz o melhor para o time. Se fomos a melhor equipe dentre todas, tem o dedo do treinador”, conclui.

Autor de dois gols no campeonato, Eskilo participa muito dos jogos, procurando servir os companheiros e ajudar na marcação. Contra o Patrocinense, os dois gols saíram após ele pressionar os adversários. No primeiro, conseguiu o escanteio que originou o gol da abertura da contagem. Depois, após brigar pela bola na defesa do CAP, ela sobrou para Jouberth, que tocou para Bruno Henrique marcar o segundo.

Recordista

Eskilo é o recordista de substituições no USC. Ele participou de nove dos dez jogos do time na primeira fase, sendo substituído em oito deles – o atleta só ficou o tempo todo em campo na estreia.

O volante Leandro Teixeira é o segundo mais vezes substituído. O jogador disputou os dez jogos do Zebu até aqui, saindo em seis deles. Em terceiro nesse “ranking”, aparece o atacante Rudimar, que participou de sete partidas, sendo trocado em três.

No outro extremo, o zagueiro Ricardo Lucena jogou todos os minutos da primeira fase. Além dele, apenas Teixeira e o atacante Bruno Henrique estiveram nos dez jogos, mas só Lucena não foi substituído em nenhum momento.

No sentido inverso, o jogador que mais entrou no decorrer das partidas é Léo Torres. O atacante participou de sete jogos, começando no banco em todos eles.


Link
Notícias Relacionadas »
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.