15/03/2017 às 21h11min - Atualizada em 15/03/2017 às 21h11min

Palestra gratuita sobre dilemas do mercado de trabalho

Discutir os maiores dilemas do mercado de trabalho brasileiro, essa é a proposta da palestra Papo Reto Debate. O evento é gratuito e acontece no dia 22 de março na Associação Comercial de Uberaba. Para assistir, é só comparecer ao local.

O encontro será mediado pelo reestruturador de empresas Júlio Correia Neto e contará com a coach e gestora de RH Viviane Consiglio e com a consultora e palestrante sobre PCD (portadores com deficiência) Ana Bracarense.

Segundo Júlio Correia Neto, os maiores problemas no Brasil tem sido o preconceito em relação à idade, cor e também com pessoas com deficiência (PCD).  Ele comenta que dentro das corporações há outros erros graves, como, por exemplo, as cobranças excessivas por resultados, que gera estresse e outras doenças emocionais que prejudicam a própria produtividade da empresa.

"Toda essa pressão e o estresse causado pelas instituições afeta de maneira significativa a qualidade da saúde dos colaboradores gerando, consequentemente, baixa produtividade. As próprias corporações prejudicam a si mesmas", reforça o consultor.

Outro ponto que ele destaca é a desvalorização dos profissionais de meia idade. Júlio diz que observa diversas empresas cheias de profissionais inexperientes e mal treinados. Para o especialista, o ideal é o equilíbrio entre a senioridade e a jovialidade. “Preocupa-me o excesso de ‘juniorização’. O efeito é você ver pessoas de 40 ou 50 anos se achando excluídas do mercado de trabalho".

[caption id="attachment_9169" align="alignleft" width="200"]
Júlio Correia[/caption]

O especialista fala que é importante para qualquer instituição ter pessoas experientes ensinando os mais novos. Por quê? Quem é de meia ideia é mais cauteloso na tomada de decisões, vão contra a moda da pressa, do atropelo, do agir sem pensar, da busca do poder e do status a qualquer preço.

Para o especialista, o ganho é notório na qualidade da produção e na gestão de equipes. Os profissionais experientes são focados em coisas práticas e são menos afobados. “As ações ficam mais alinhadas e há poucos erros que venham comprometer os resultados”.

"O segredo não está na construção de um time mais jovem ou mais experiente, está, sim, na formação de equipes que realmente queiram fazer melhor, independentemente do nível de experiência e maturidade", aconselha.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.