14/03/2017 às 23h36min - Atualizada em 14/03/2017 às 23h36min

Com mudança no ataque, USC pega o Mamoré em Patos

Abrindo o returno da primeira fase do Mineiro Módulo II, o Uberaba Sport enfrenta o Mamoré, nesta quarta-feira, às 20h, dessa vez em Patos de Minas. No último sábado, no Uberabão, o Colorado derrotou a equipe patense por 2 a 1, em um jogo difícil. Agora na casa do adversário, o USC vai em busca da vitória para “encaminhar” a classificação. O time alvirrubro terá uma mudança no ataque.

O meia Jouberth, que sentiu uma contusão na panturrilha direita, será substituído pelo atacante Rudimar, que jogará mais recuado. “O Rudimar passa a fazer esse trabalho de criação do Jouberth, que jogou os cinco jogos o tempo e sentiu; vamos avaliá-lo para saber se podemos contar com ele sábado”, declara o técnico Wantuil Rodrigues.

Na liderança do Grupo B, o USC tem 12 pontos, o dobro do Boa, o último time no G-3. Mais uma vitória deixará a equipe uberabense muito próximo do hexagonal final. Por isso, mesmo fora de casa, o time vai ao ataque. “O Uberaba tem essa vocação ofensiva, entendo que atacando é que se joga”, comenta o treinador do Colorado. “Eu ficaria com a consciência pesada se colocasse o time na defesa e perdesse. Se eu perder atacando, vou pra casa com a consciência tranquila. Vamos pra cima, mas claro que vamos ser atacados, porque o Mamoré tem uma boa equipe, haja visto o jogo aqui no Uberabão”, assinala.

Mantendo a postura, o Zebu entra com três atacantes, iniciando a partida com Gilson; Baroni, Ulisses, Ricardo Lucena, Cleuber; Paulo Henrique, Leandro Teixeira, Allan Patrick; Rudimar, Douglas Eskilo e Bruno Henrique.

O Mamoré tem apenas 5 pontos e um revés complicaria a situação do clube alviverde. Perguntado se espera um adversário que vá pro “tudo ou nada”, Wantuil diz que o time está preparado para qualquer situação. “Temos jogadores com características diferentes para poder surpreender o adversário durante o jogo. O meu auxiliar Mancuso faz um estudo muito importante, me passa a melhor forma de mexer; normalmente já temos uma ‘pré-informação’ que nos faz treinar algumas situações de mudanças”, explana o técnico.

Bom preparo físico

Além do auxiliar Mancuso, o preparador físico Fúlvio Ventura também recebe elogios do treinador do USC. “O Fúlvio tem um trabalho maravilhoso, muito moderno; várias mexidas que fazemos é porque o jogador atingiu a estafa, está no momento disposto a uma lesão. O Uberaba está muito bem servido na parte física”, destaca Wantuil.

O técnico sempre enalteceu a preparação e a qualidade do elenco do Colorado. Contra o Mamoré, como em outras ocasiões, esses dois fatores foram fundamentais: mais uma vez o gol da vitória foi marcado por um atleta saído do banco e aconteceu já no fim do segundo tempo.

Segundo as estatísticas da última partida, os jogadores alvirrubros tiveram 885 ações. A média do Barcelona é de 1100 a 1150. Os mais acionados foram Cleuber, com 113, e Jouberth, com 110 participações.

Grupo A

No Grupo A, a última rodada teve Social 1 x 1 Guarani; e Nacional 1 x 2 Tupynambás. O Betinense lidera com 11 pontos; Social e Nacional de Muriaé têm oito pontos cada; o Tupynambás tem sete; o Guarani, seis; e o Formiga, zero – na verdade o FEC desistiu e nem disputou nenhum jogo, já estando automaticamente rebaixado, mas a classificação no site da Federação Mineira computa os resultados da equipe, sempre marcando vitória por 3 x 0 dos adversários.

Tirando o resultado “de protocolo”, o Betinense é o único time da chave que tem duas vitórias “de verdade”. Por outro lado, o Guarani é o único que ainda não tem nenhuma vitória em campo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.