14/03/2017 às 21h36min - Atualizada em 14/03/2017 às 21h36min

Homem baleado no Boa Vista não era assaltante e estava desarmado

M.R.G., 28 anos, morto no fim de semana, após confusão envolvendo agentes penitenciários no bairro Boa Vista, não era assaltante e estava desarmado. A afirmação  é do delegado de homicídios, Cyro Outeiro.

Segundo apurado até o momento, um dos agentes penitenciários que estava no ponto comercial, na avenida Elias Cruvinel, havia discutido com a vítima horas antes do crime. “Após o atrito verbal, a vítima voltou para casa nervosa e contou para o pai, dizendo que resolveria a desavença, então foi de moto até o local, ele estava desarmado e era acompanhado pelo pai, que seguia atrás em um carro”, contou o delegado.

Ainda segundo as investigações, a vítima chegou afoita no comércio e caiu da moto, partindo para briga com um dos agentes. “Não sabemos exatamente o motivo, mas tem relação com dinheiro. Durante a agressão, os três agentes penitenciários que estavam no local teriam reagido, mas só um deles teria disparado a arma”.

M.R.G., que trabalhava como pedreiro, morreu ao dar entrada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Triângulo Mineiro.

Segundo divulgado previamente num Boletim de Ocorrência ele foi atingido por três tiros após tentativa de roubo.  A versão de que o pedreiro teria chegado no comércio em uma motocicleta e tentou render um agente penitenciário que seria proprietário do estabelecimento foi derrubada pela polícia civil.

Na cena do crime foram apreendidas 05 cápsulas de pistola 380 e a moto.

A polícia civil abriu inquérito e tem 30 dias para concluir a investigação. Dois agentes penitenciários estão presos e um teve o mandado de prisão expedido pela justiça.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.