11/03/2017 às 09h28min - Atualizada em 11/03/2017 às 09h28min

Mais de 5 mil pessoas são beneficiadas com entrega de casas do Governo Federal

A entrega de 1.400 casas do Residencial Rio de Janeiro na manhã desta sexta-feira (10) beneficiou mais de cinco mil pessoas.

Entre elas, Daiane de Almeida Gonzaga, que aguardava ansiosa em um canto, sentada e com  uma sacola protegendo o gesso no pé, a entrega das chaves. Ao lado dos três filhos não controlava a alegria de receber a nova casa. “No dia em que eu fui assinar o contrato, a emoção foi tamanha que ao comemorar, fraturei o pé”, conta com um sorriso lardo e aliviado de quem vai sair do aluguel.

Juntava-se a ela e outros milhares, a dona de casa Silvana Corrêa Gonçalves que aguardava desde 2012 a oportunidade de se mudar com o filho, que sofre de autismo severo e, necessita de cuidados especiais, a  chance da casa própria. “Estou tremendo, nem trouxe meu filho porque senão ele não conseguiria ficar parado aqui com essa multidão”.

O Residencial Rio de Janeiro, localizado próximo ao Jardim Maracanã é o maior empreendimento da Cohagra, a Companhia Habitacional do ale do Rio Grande. Possui três lotes dividido em módulos, sendo A, B (que está sendo finalizado ainda) e C. A entrega de chaves teve show sertanejo com a dupla |Denílson e Thiago e até exposição de fotos, mostrando a realidade das famílias selecionadas pelo programa “Minha casa, minha vida.

“Nos preocupamos com cada detalhe, fizemos testes de adutora e elevadora de esgoto, construímos um  ginásio poliesportivo e já providenciamos um ônibus para 1024 crianças recadastradas na escola, para que não percam dias letivos. A secretaria de Trânsito também já organizou uma linha de ônibus específica para o bairro que sairá da praça Rui Barbosa a cada meia hora. Vamos instalar ecopontos para que o lixo não seja descartado de forma incorreta no bairro, que nesse início vai passar por reformas no período de mudança das famílias”, disse o presidente da Cohagra Marcos Jammal.

[caption id="attachment_9000" align="alignleft" width="300"]
Marcos Jammal[/caption]

Ainda de acordo com Jammal, cada unidade no Residencial Rio de Janeiro custou para o governo federal 65 mil.  As casas têm dois quartos, sala, cozinha, banheiro, e também são equipadas com aquecedor solar e as famílias vão arcar com parcelas entre R$ 80 e R$ 230.

No bairro não há ainda escolas e nem creches que aguardam recursos federais.

Três novos residenciais no Alfredo Freire, Isabel do Nascimento e Parque dos Girassóis devem ser entregues até o fim do ano, segundo um cronograma divulgado pela prefeitura de Uberaba. A expectativa é que até julho, 1.200 novas casas já estejam prontas para que as famílias possam morar.

O prefeito de Uberaba, Paulo Piau disse que está mantendo esforços para garantir melhorias nos novos bairros. “ Se fizermos as contas, entregamos mais de um conjunto por ano. Essa pressão é constante. A aprovação de orçamento está trancada em função do momento de crise, mesmo assim é cobrança em cima e solução mais rápido que puder” finalizou.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.