24/02/2017 às 13h12min - Atualizada em 24/02/2017 às 13h12min

Bloco Maria Boneca sai às ruas pelo 12º ano

O Bloco Maria Boneca, da Fundação Gregório Baremblitt, saiu às ruas pelo 12º ano consecutivo, na manhã desta sexta-feira (24). Com o objetivo de falar sobre a saúde mental, o tema do bloco deste ano leva uma mensagem de solidariedade e inclusão: “Justiça com Misericórdia – Somos Todos um Barco de Papel”.

A concentração dos foliões começou por volta das 9h desta sexta, em frente à Fundação Gregório Baremblitt, que abriga o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Maria Boneca e reúne os demais Caps da Secretaria de Saúde: Caps Doutor Inácio Ferreira, Caps AD - Álcool e Outras Drogas  e Cria – Infância e Adolescência.

No ano em que não há programação de carnaval na cidade, o Bloco Maria Boneca se destacou em meio a folia e atraiu diversos foliões.

“O bloco sai pelo Caps Maria Boneca e, depois, toda a rede do Capos vem.  É um movimento que vem crescendo, vem se solidificando e tem atraídos muitos foliões. Com o bloco, a gente mostra para Uberaba que  é possível tratar sobre a saúde mental de uma outra maneira”, explica o diretor de Saúde Mental e Psicossocial, Sérgio Marçal.

Fantasiados, o que não faltou foi diversão na hora de sair às ruas. Segundo a coordenadora do Caps Maria Boneca, Maria de Fátima Oliveira, o ponto final do bloco é na Praça Rui Barbosa. “A gente ganha as ruas, a praça e faz essa mistura gostosa, levando essa mensagem de alegria de carnaval e inclusão social”, conta.

Adeptos.Segundo a organização, a estimativa é que cerca de 300 pessoas tenham caído na folia com o Bloco Maria Boneca. A percussão ficou por conta dos grupos de bateria da Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), além dos alunos do Colégio José Ferreira, que batucaram durante todo o trajeto.

Daniel Marques, de 32 anos, participa do Bloco Maria Boneca desde os 20, quando começou um atendimento no Caps. Para ele, a alegria vivenciada no carnaval é contagiante. “Eu gosto do carnaval porque as pessoas são mais abertas, brincalhonas. Eu amo isso aqui”, conta.

Descendo pela Capitão Domingos, o bloco contou com o apoio da Guarda Municipal para controlar o trânsito durante o trajeto. Curiosos, até mesmo quem estava dentro de casa saiu para curtir a folia. “Eu estava dentro de casa quando ouvi o batuque. É carnaval! Todos os blocos deveriam sair por conta própria para Uberaba não perder esse encanto”, compartilha a dona de casa Maria Aparecida Soares.

A coordenadora do Caps Maria Boneca conta que todos os anos é uma surpresa muito grande ver a quantidade de pessoas que participam da folia da Gregório Baremblitt. “É um carnaval de inclusão à todos os que por muito tempo foram excluídos. Todos os anos o Maria Boneca desfila e sempre atrai gente nova. É uma tradição que não pode parar”, conclui Maria de Fátima.

[gallery td_select_gallery_slide="slide" link="file" ids="8573,8572,8571,8570,8569,8568,8567"]
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.