17/02/2017 às 21h04min - Atualizada em 17/02/2017 às 21h04min

Brasileiras vencem e Sul-Americano tem final entre Rio e Praia

Colaboração Wagner Ghizzoni Júnior

O Centro Olímpico mais uma vez foi o palco do espetáculo dado pelas meninas do Rio de Janeiro, agora durante as semifinais do Sul-americano de Clubes de vôlei feminino, nesta sexta-feira. As brasileiras brilharam e venceram as argentinas do Villa Dora por 3 sets a 0, se classificando para a final, neste sábado, em Uberlândia. As parciais foram de 25/10, 25/06 e 25/17.

Na outra semi, também em Uberaba, o Praia Clube derrotou o San Martín, do Peru, por 3 a 0, carimbando o passaporte para a final em casa. As parciais foram de 25/18, 25/23 e 25/13. Praia e Rio, líderes da atual edição da Superliga, reeditam a final do ano passado, confirmando o posto de melhores equipes do país – e do continente.

O primeiro duelo começou pontualmente às 18h30. O placar do primeiro set foi aberto pelo time argentino, mas não demorou muito para que o Rexona abrisse vantagem na partida. A torcida uberabense esteve presente e vibrou a cada toque das atletas do Rio.

A velocidade com que as brasileiras tocavam a bola para o outro lado da quadra foi equivalente a duração do set, que terminou em 15 minutos, com 25/10 no placar.

O Villa Dora teve dificuldade para se recuperar no segundo set, que terminou em 25 a 6 para as cariocas e teve a mesma duração do set anterior. Em coro, a torcida, que ocupou boa parte da arquibancada do Centro Olímpico, aplaudia, na mesma intensidade, os acertos do Rio e os erros do Villa.

O último set foi mais acirrado e contou com a garra das argentinas, que chegaram a ficar em vantagem no início do duelo. A vibração da torcida uberabense ajudou as cariocas a se recuperar e virar o placar. O set teve parcial de 25/17.

Jucielly, dona da camisa 6 do Rexona, foi a maior pontuadora do duelo, com 12 pontos. Encostada na rede e com saques rápidos, ela contribuiu para a vitória. O Villa teve quatro jogadoras com a mesma contribuição: quatro pontos.

O técnico do Rio de Janeiro, Bernardinho, agradeceu o apoio da torcida uberabense, ao comentar sobre a partida. “As meninas estão sentindo muito porque jogaram dois jogos seguidos. Os dois primeiros sets jogaram bem, sem dar chance para o time da argentina. Agora, vamos correr para fazer uma boa final, pois é um sonho que a gente tem de ganhar o Sul-americano para ir para o Mundial. O público aqui tem muito carinho e gratidão de todo o meu coração, pela receptividade”.

Para o Praia, foi mais difícil

O segundo jogo da noite foi o melhor e mais disputado do campeonato. O Praia Clube venceu, mas suou. A torcida local deixou a rivalidade com a cidade vizinha de lado e apoiou o time de Uberlândia, incentivando as brasileiras e até vaiando as adversárias.

O primeiro ponto foi do San Martín, e o primeiro set foi lá e cá. O Praia chegou a fazer 6 a 3, mas depois não conseguiu distanciar. De lado a lado, as brasileiras e as peruanas caprichavam e soltavam o braço. Cada ataque tinha resposta de pronto.

No fim, a equipe de Uberlândia deslanchou. Chegou a abrir três, depois quatro, depois cinco, depois seis, depois sete pontos de vantagem. E foi com essa diferença que fechou o set: 25 a 18.

O segundo set foi equilibradíssimo. Começou com rali e ponto do San Martín. A partir daí, ninguém disparou no placar. Com vários ralis, o jogo seguiu parelho, empolgando a torcida. Foi um jogão! A equipe peruana chegou a abrir quatro pontos, fazendo 17 a 13, mas o Praia empatou e virou pra 19 a 18. A disputa ficou indefinida até o fim. O Praia fez 23 a 21, depois 24 a 22, e fechou em 25 a 23. O apoio do público foi fundamental.

O terceiro set também começou com rali, mas foi o time brasileiro que saiu na frente. Mais uma vez a etapa foi equilibrada e brindou a torcida com ralis e pontos em que as craques alternavam entre a força e a sutileza. Mas, no fim, prevaleceu a categoria das jogadoras do Praia, que abriram quatro, depois oito e no fim 12 pontos na frente. Apesar da vibração das peruanas, as favoritas venceram por 25 a 13.

O Sul-americano se despede de Uberaba, e, além do bom voleibol, fica a lembrança do show da torcida. Neste sábado, em Uberlândia, acontece a disputa do 5º e do 3º lugar e a final brasileira, valendo vaga no Mundial.

- Semifinais

17/02, 6ª-feira, em Uberaba

18h30: Rio de Janeiro 3 x 0 Villa Dora (ARG)

20h30: Praia Clube 3 x 0 San Martín (PER)

- Finais

18/02, sábado, em Uberlândia

15h: disputa do 5º lugar (Olympic-BOL x Boca Juniors-ARG)

18h: disputa do 3º lugar (Villa Dora-ARG x San Martín-PER)

21h30: final (Rio de Janeiro x Praia Clube)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.