03/06/2015 às 13h08min - Atualizada em 03/06/2015 às 13h08min

O futebol e suas verdades mentirosas

  Mais um bom treinador foi demitido de um clube brasileiro. Eliminado na Libertadores, Marcelo Oliveira não resistiu à derrota para o Figueirense no último final de semana. A diretoria celeste agiu, demitiu o bicampeão brasileiro, e reagiu contratando Vanderley Luxemburgo. Nem a torcida cruzeirense acredita nos poderes de Luxa, agora mais velho e cheio de manias. A tríplice coroa, conquistada há mais de uma década, entrou para a história do time da capital, mas a confiança de que se possa repetir o feito terá que ser conquistada ponto a ponto no decorrer do Campeonato Brasileiro. “Cai o rei de outros, cai o rei de espada”. Marcelo Oliveira está entre os melhores técnicos em atividade no país. E foi demitido porque o futebol brasileiro não reconhece o esforço daqueles que trabalham para conquistar bons resultados dentro das quatro linhas e em Uberaba ninguém reconhece o esforço daqueles que estão nos bastidores. Isso fica muito óbvio nas conversas com colaboradores dos dois times profissionais da cidade. A frase mais animadora de um dos diretores do Uberaba foi: “Vou abandonar o futebol logo, logo. Horas antes, outro colaborador tinha revelado a sua decepção com a falta de reconhecimento em relação ao trabalho que está sendo feito gratuitamente por ele. No Nacional, as queixas são as mesmas e eu pergunto: até quando? O Uberlândia retornou à elite do futebol mineiro porque tem um monte de não uberlandense fazendo o que a diretoria caseira não conseguiu fazer com a estrutura que tinham nas mãos. O fato é que esconder a realidade ou dissimular uma harmonia que não existe não levará Nacional e Uberaba a lugar algum. E que a verdade de hoje seja a mesma do dia seguinte.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.