03/02/2017 às 21h17min - Atualizada em 03/02/2017 às 21h17min

SES-MG confirma morte de macacos por febre amarela em Sacramento

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) confirmou, por meio do Boletim Epidemiológico divulgado nesta quinta-feira (2), a morte de dois macacos por febre amarela em Sacramento. Os primatas foram encontrados na zona rural da cidade no início de janeiro. Esse é o primeiro caso confirmado na região do Triângulo Mineiro.

Ao todo, 53 municípios mineiros tiveram rumores de mortes de macacos causadas por febre amarela. Em 50 deles, foi confirmada a doença como causa da epizootia, a classificação veterinária que qualifica uma enfermidade contagiosa que ataca um número inusitado de animais ao mesmo tempo.

No Triângulo Mineiro, há rumores e investigações de outros casos de epizootia em Ituiutaba, Frutal, Conquista, Limeira do Oeste, Araguari, Prata e Estrela do Sul. Nenhum caso de febre amarela em seres humanos foi confirmado na região.

Os restos mortais dos macacos encontrados mortos em Sacramento, a 80 km de Uberaba, foram recolhidos e levados para análise em um laboratório oficial do estado, em Belo Horizonte. Desde então, o secretário municipal de Saúde de Sacramento providenciou um esquema de vacinação especial, no qual houve atuação nas áreas urbana e rural.

Os macacos são os principais hospedeiros do vírus, mas a doença é transmitida por mosquitos. Se não tratada rapidamente, a febre amarela pode levar a morte e a única forma de prevenir a doença é a vacina

Vacinação em Uberaba.Em Uberaba, a vacinação contra a febre amarela segue de forma assídua. O último lote foi entregue no dia 30 de janeiro em todas as Unidades de Saúde do município. O lote conta com 5 mil doses de vacina, distribuídas às terças e quintas-feiras, das 8h às 16h.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.