02/02/2017 às 20h48min - Atualizada em 02/02/2017 às 20h48min

Uberabense Juliana Silva disputa a Superliga B

A uberabense Juliana Silva Souza, de 20 anos, disputa a Superliga B de vôlei feminino, defendendo o São José dos Pinhais-PR. A jovem, que joga de ponteira/oposta, bateu um papo com o UP/REPLAY, falando um pouco da carreira, desde o início em Uberaba até as passagens pelas seleções brasileiras de base.

Juliana começou no vôlei influenciada pela mãe, que também jogava. De forma natural, nada imposto. A menina tinha de seis para sete anos e gostava de ver a mãe praticando o esporte. “Comecei em uma escolinha de voleibol, era para ser uma brincadeira”, conta. “Mas surgiu uma peneira para participar do time da cidade, na época o Arena Minas, em 2008, fiz o teste e passei, aí ficou sério”, recorda.

Após três anos no Arena com o professor Avelar, ela foi para São Paulo. Ficou três anos na equipe do Bradesco, depois mais dois em Franca e, após uma temporada no Sesi-SP, se transferiu para o São José dos Pinhais, onde é titular e joga a Superliga B.

“É uma oportunidade diferente, um campeonato que eu não tinha jogado ainda”, expõe a atleta. “A comissão da equipe de São José entrou em contato com minha agência, foi quando eu decidi que queria vir pro Paraná. O campeonato começou agora, é o time que sempre vinha jogando esse campeonato e sempre com bons resultados. A equipe tem uma estrutura boa e sempre apoia as atletas e a comissão”, relata a uberabense.

Na Superliga B, são sete participantes. Por enquanto, o São José dos Pinhais tem duas derrotas em duas rodadas (contra o Barueri, time do técnico José Roberto Guimarães, e contra o São Bernardo). O próximo desafio é contra o Bradesco, neste sábado. Juliana confia na recuperação da equipe ao longo da competição. O campeão sobe pra divisão principal e depois tem uma seletiva para definir o outro time que sobe.

Fã da cubana Mireya Luis e do técnico Bernardinho, Juliana jogou na seleção brasileira por dois anos, nas categorias infantil e infanto, e também defendeu a seleção mineira em dois campeonatos brasileiros, no infantil e no juvenil.

Perguntada sobre os objetivos na carreira, a jovem responde de pronto: seguir jogando em alto rendimento e voltar para a seleção – claro, sonhando com a seleção principal no futuro.

A uberabense mora com outras atletas de fora e, sempre que tem uma folga prolongada, viaja para matar a saudade da família. Aliás, antes de encerrarmos, Juliana faz questão de agradecer o alicerce dos pais, Adriana e Rogério, que sempre a apoiaram em todas as decisões. São eles que cuidam da filha dela, Lavínia, de três anos, e sempre que podem levam a garotinha para a mãe curtir. Aí, é hora de esquecer a rotina de competições e aproveitar o momento, porque logo tem mais treino e mais jogos.

[gallery link="file" td_select_gallery_slide="slide" columns="4" ids="7706,7705,7704,7703"]
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.