13/04/2010 às 22h16min - Atualizada em 13/04/2010 às 22h16min

Fábio Koff continua no Clube dos 13

  • Aprovado. Enquete no JM Online apontou que o torcedor aprovou a atuação do Uberaba Sport Club no Campeonato Mineiro. O site recebeu 1207 votos, sendo que 36% dos internautas disseram que o Colorado foi muito bem e mostrou garra dentro e fora do campo. Outros 28,8% acham que a falta de patrocínio impediu uma atuação melhor do elenco. 24,1% dos leitores disseram que esperavam mais da equipe. A arbitragem também foi questionada, mas para o torcedor os erros não comprometeram os resultados do USC, apenas 11% concordaram com a alternativa de que os erros cometidos pelos árbitros e auxiliares prejudicaram a campanha do clube.
  • Clube dos 13. Fábio Koff foi reeleito presidente do Clube dos 13, ao derrotar o candidato de oposição Kléber Leite. Apoiado pelo presidente da CBF, Ricardo Teixeira, Kléber recebeu oito votos enquanto Koff, que ocupa o cargo desde 1996, recebeu 12. Ao longo dos 14 anos à frente da instituição, que reúne as maiores equipes de futebol do Brasil, Fábio Koff viu Botafogo, Corinthians, Coritiba, Cruzeiro, Goiás, Santos, Vasco e Vitória, se oporem à sua reeleição. Sinal de que as coisas não andam bem, já que em outros anos o ex-presidente do Grêmio foi reeleito por unanimidade.
  • Mandatos. Assim que assumiu a presidência da União dos Grandes Clubes do Futebol Brasileiro – Clube dos 13, a primeira ação do presidente foi restringir as transmissões para os locais onde acontecem as partidas. Já em 1998, Fábio Koff foi nomeado chefe da delegação brasileira no Mundial da França. Em 2000, o Clube dos 13 foi responsável pela organização da Copa João Havelange, que naquele ano, substituiu o Campeonato Brasileiro, depois da CBF, por razões judiciais, ter sido impedida de organizar a competição.
  • Arbitragem. Depois dos erros grotescos em Minas Gerais, os árbitros que apitaram Botafogo x Fluminense e Flamengo x Vasco geraram polêmica. O presidente da Comissão de Arbitragem de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (COAF-RJ), Jorge Rabello, tentou defender os árbitros, mas admitiu que o gol da vitória do Botafogo sobre o Fluminense foi mesmo irregular. Vai falar isso para a torcida do Fluminense agora?
  • Decadência. Acredito que se não houver uma mobilização dos times para que a arbitragem no Brasil seja revista e encarada como profissão, a grande paixão nacional pode entrar em decadência, se é que já não tenha entrado.
  • Cruzeiro. O Ipatinga parece ser mesmo o grande vilão do Cruzeiro em 2010. Após a vitória por 3x0, contra o time misto, na primeira fase do Campeonato Mineiro, a equipe titular de Adilson Batista não contou com astúcia do goleiro Douglas e não saiu do 0 no marcador. Com o resultado, o Tigrão do Aço manteve a melhor defesa do campeonato, 12 jogos e apenas 11 gols sofridos. A decisão para ver quem fica com a vaga na final do estadual está marcada para domingo (18), entretanto, a equipe Celeste tem um compromisso importante na quinta-feira, pela Libertadores. O time encarar o Colo-Colo fora de casa não tem problema, o detalhe é que os chilenos precisam de uma vitória para ainda sonhar com a classificação.
  • Galo. Na outra semifinal, o Atlético Mineiro de Vanderlei Luxemburgo, conseguiu a vantagem do empate para o próximo sábado, contra o Democrata. E o técnico do Galo não vai ter tempo para comemorar o resultado, já que o time vai enfrentar o Sport, pela Copa do Brasil, na quarta-feira. Se a arbitragem for justa, os descansados Democrata e Ipatinga têm tudo para superarem os grandes de Belo Horizonte.
  • Paulistão. O clássico entre Santos e São Paulo, nem parecia semifinal. Que me perdoem os são-paulinos, mas acho que as chances do Santos ficar com a vaga são grandes. Mesmo tendo passado certo sufoco no segundo tempo, os Meninos da Vila estão cheios de graça e têm tudo para ficar com o título.
  • Master. No JM Esportes de ontem, recebemos Eustáquio Torres, homem forte à frente do Madureira 2010. O time das Gameleiras vem forte para disputar os campeonatos organizados pela Liga Uberabense de Futebol (LUF). Líder do Grupo B, com 18 pontos, o time está invicto na competição e Torres garante que Fabrício, Vila Nova, Bonsucesso e Madureira (nesta ordem), são os favoritos para levantar a taça.
  • Gasolina. Eustáquio Torres elogiou a atuação do goleiro Gasolina, na vitória por 1x0 sobre o Fabrício, dizendo que ele fechou o gol e praticamente garantiu o resultado. No segundo tempo o Fabrício melhorou e chegou a pressionar o Madureira. Viu? Não estava errado quem disse que entre Rodrigo Oliveira e Thiago Gomes, então goleiros contratados pelo Uberaba Sport, colocaria o Gasolina como titular na equipe Colorada.
  • Bye, bye. Acho que o Madureira pode tentar ficar com o Gasolina para disputar o Amadorão. Eustáquio disse que o goleiro tem conversado com o Vila Nova, mas em time que está ganhado não se deve mexer.
  • Juniores. O Nacional acabou com a invencibilidade do Vila Nova no Campeonato de Juniores da LUF. As duas equipes já estavam classificadas, porém, o Naça fechou a primeira fase em segundo lugar no Grupo B, com o mesmo número de pontos do Santa Marta, perdendo apenas no saldo de gols.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://uberabapopular.com.br/.
Plantão
Atendimento
Envie a sua sugestão de notícia pelo PLANTÂO.